Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Vindo de Paris, corumbaense Edson Castro expõe suas obras mais recentes no Fasp

  • 10 nov 2016
  • Categorias:Geral

Corumbaense nato, filho de pai Guarani e mãe Guató, radicado em Paris desde 2009, o artista plástico Edson Castro retorna à Cidade Branca para expor seus mais recentes trabalhos, na Exposição Obras Recentes de Edson Castro, no Museu de História do Pantanal (Muhpan), durante o 13º Festival América do Sul.

Sob influências de Wega Nery e Manoel de Barros, Edson tem seu trabalho focado no abstracionismo. No período na Cidade-Luz, estudou línguas, arte e música francesa no Institut Catholique de Paris, fez grandes amizades com artistas de todo o mundo e respirou os mesmos ares que os grandes nomes da história da arte.

Elogiadíssimo pelo renomado crítico de arte francês Gerard Xuriguerra, Edson tem duas obras na exposição permanente do Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (Marco), tendo ainda sua trajetória de vida e profissional relatada por Maria Eugênia do Amaral no livro Vozes das Artes Plásticas, da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. Na Europa, expôs seus trabalhos em diversas galerias, espaços e salões como o Salão de Belas Artes de D’René Clement-Bayer Samoreau, Individual Paris Show Room 11 e Pavé d’Orsay.

No Festival América do Sul Pantanal, a Exposição Obras Recentes de Edson Castro será aberta na sexta-feira (11), às 19 horas, no Muhpan – Museu de História do Pantanal. Já nos dias 12, 13 e 14 de novembro a exposição acontece das 13h às 20h, no mesmo local, à Rua Manoel Cavassa, 275, no Porto Geral, em Corumbá.

Obras ilustradas nesta matéria: Ausente de Braços- Grafite e pastel a óleo sobre papel canson telado-140x110cm-2016; Lúcidas Artérias- Grafite e pastel a óleo sobre papel canson telado-180x150cm- 2016: e Solto e Inamovível- Grafite e pastel a óleo sobre papel canson-180x150cm-2016.

Texto: Fabio Pellegrini
Fotos: Helton Perez