Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Três gerações de escritores são destaque em Lançamento de Livros no FIB

  • 30 jul 2016
  • Categorias:Geral

No início da noite desta sexta-feira (29/07) aconteceu o lançamento de livros durante o 17º Festival de Inverno de Bonito. “Kikio”, de Geraldo Espindola, “A vida oculta de Fernando Pessoa”, de Alexandre Morgado, e “A criatividade no ensino das Artes Visuais: da Reprodução à Inclusão”, de Vera Lúcia Penzo, foram lançados no evento.  O lançamento realizado no Espaço Literário contou com a participação do secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Renato Roscoe, e da presidente da Fundação de Cultura, Andrea Freire.

“Estou emocionada e com grande alegria de estar ao lado de pessoas queridas e cuidadosas que amam a arte”, disse Vera Lúcia Penzo, autora de um dos livros. O livro foi resultado de pesquisa realizada na área acadêmica durante cinco anos e reconstitui os fundamentos, as práticas e as proposições inclusivas na perspectiva do processo criador tomado como fator de humanização e subjetivação.

Alexandre Leoni ilustra dois livros lançados, “Kikio” e “A Vida Oculta de Fernando Pessoa”, uma história em quadrinhos que conta de forma alternativa a trajetória do grande poeta e escritor Fernando Pessoa. “O objetivo é fazer com que os jovens se interessem pela vida desse ícone da literatura”, disse Leoni que ainda agradeceu pela oportunidade de poder lançar o livro num evento desse porte no Estado.

Geraldo Espíndola se aventura pela primeira vez no mundo literário infantil. O projeto foi pensado há cinco anos e surgiu com a música que o autor compôs no início dos anos 80 com  sobre as lendas das etnias tupi e guarani e a chegada dos europeus a região. “Quero agradecer a todos da Sectei que batalham pela arte e a educação”, enfatizou Espíndola.

Já o secretário Renato Roscoe disse ser um privilégio estar diante de três gerações de escritores e destacou a reinserção da literatura no Festival, “Enquanto eu estiver na secretaria esse espaço irá crescer cada vez mais, quero que todas as áreas do Patrimônio Histórico e Cultural sejam incorporadas e tenham visibilidade em eventos como esse”, pontou Roscoe.

texto Andre Messias

foto Eduardo Medeiros