Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Teatral Grupo de Risco apresenta espetáculo de rua Mito do Mato com apoio do FIC/MS

  • 05 abr 2017
  • Categorias:Teatro

Campo Grande (MS) – O Teatral Grupo de Risco apresenta nos dias 6 e 7 de abril de 2017 o espetáculo de rua “Mito do Mato”, de Virginia Lucia Menezes. As apresentações são gratuitas e compõe o Projeto “Mitos em Risco”, contemplado no edital do Fundo de Investimentos Culturais da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

No dia 6 (quinta-feira), às 10 horas, a peça será encenada na Praça Ary Coelho, Centro e às 19 horas na Feira da Orla Morena. Já na sexta-feira (dia 7) o espetáculo será apresentado na Escola Estadual Riachuelo às 10 horas .

O Mito do Mato é um espetáculo de rua que resgata a história do processo de divisão do Mato Grosso, até então, uno. A encenação revela os interesses pela divisão da considerada ‘Terra Mãe’ das minas de ouro e diamantes e a criação de um novo Estado, o Campo do Mato e seus celeiros de fartura.

A história faz um recorte temporal colocando em jogo as relações de poder e as disputas pelos interesses divisionistas e da unidade. De um lado os homens das letras, do outro, os homens do progresso, travam a contenda pela divisão e unificação, controlando os destinos do estado.

Foto: Helton Perez

Nesta saga, mulher, índio, servo, criado, súdito, trabalhador, filhos e irmãos, não tem voz! Pois nenhum direito lhes foi dado ou escrito na história fora da querência dos senhores do poder. E a seriema? Com quem fica?

O texto escrito por Virginia Fonseca é inspirado na tragédia grega “Os sete contra Tebas”, de Ésquilo e de estudos e pesquisas em jornais, depoimentos, literatura e documentários realizados pelo Teatral Grupo de Risco.

Ficha Técnica – Direção: Coletiva – Teatral Grupo de Risco; Produção: Fernanda Kunzler; Elenco: André Tristão, Ewerton Goulart, Fernanda Kunzler, Roma Román e Yago Garcia; Preparação de voz: Ewerton Goulart; Maquiagem: André Tristão; Composição música “Boi”: Arce Correia; Música Siriema: Mario Zan e Nho Pai; Cenário: Márcia Gomes; Duração: 45minutos; Arte visual/Fotos: Helton Perez – Vaca Azul.

Foto: Helton Perez

“Mitos em Risco” – O projeto busca viabilizar a manutenção de atividades do Teatral Grupo de Risco a partir de apresentações teatrais e oficinas de formação. Para isto, os dois novos espetáculos, “Guardiões” (palco/anexo) e “Mito do Mato” (rua/anexo) entram em cena no espaço do Teatral Grupo de Risco, em ruas e praças (espaços  públicos e de maior movimentação) de Campo Grande, assim como a peça “A Princesa Engasgada” (Márcia Frederico), em cartaz a mais de 10 anos.

Para dar continuidade ao processo do grupo, serão realizadas oficinas de formação com assessoria de outro profissional da área, Caio Martinez, da Trupe ‘Olho da Rua’, de Santos/SP, com vistas ao fortalecimento do trabalho colaborativo e grupal com perspectivas de ocupação cênica do espaço público e dos desafios que há no horizonte coletivo.

Além disto, intercâmbios com grupos locais, oficinas teatrais direcionadas colaboram com o fomento e o acesso do teatro fora da região central da cidade. A oficina está sendo realizada no bairro Nova Lima, em Campo Grande, para pessoas com mais de 15 anos. Até o momento a atividade conta com 33 inscritos/as, e ocorre três vezes por semana.

Serviço: As apresentações são gratuitas.

Teatral Grupo de Risco – TGR(67) 3042 – 8262

teatral@teatralgrupoderisco.com.br 

www.teatralgrupoderisco.blogspot.com

www.teatralgrupoderisco.com.br

Reportagem: Fernanda Kunzler