Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Programação do Festival Arraial da Concha agradou todas as tribos no último fim de semana

  • 15 jul 2019
  • Categorias:Geral

Campo Grande (MS) – O Festival Arraial da Concha, levou para o palco da Concha Acústica Helena Meirelles  no último fim de semana a qualidade musical produzida em Mato Grosso do Sul. Passaram pelo local na sexta-feira (12/07) com ZeDu, Ana Cabral e Chicão Castro, no sábado (13/07), Matheus Loubet, Maninho Rocha e André Santinni e no domingo (14/07) os coletivos de música Trajetória da Música de MS e Clube do Litoral Central e a banda de jazz Urbem. Os artistas foram ovacionados pelo público, que teve acesso a um repertório variado e que agradou todas as tribos.

“Foi uma experiência bacana esse formato com várias atrações num lugar especial e bonito como esse. Nós artistas precisamos de estruturas como essa para mostrar nosso trabalho”, comemorou Zedu. Para Ana Cabral, arraial foi mais uma oportunidade para os artistas independentes.“Nós artistas independentes  temos poucos espaços para tocar e acabamos trabalhando nos bares. Ter uma estrutura como essa para o artista da casa é uma iniciativa maravilhosa”.

 

Os coletivos da música sul-mato-grossense mostraram a diversidade musical de Mato Grosso do Sul. “Este festival foi importante porque é mais uma oportunidade das pessoas terem acesso à música que é produzida no Estado. Ele deveria ser transformado num evento anual”, disse Rodrigo Teixeira, integrante do projeto Trajetória Musical de MS.

No domingo, a banda Urbem fechou com chave de ouro as apresentações da semana, levando ao público um belo repertório de Elis Regina. “Estávamos com saudades de tocar aqui neste espaço, onde ficamos próximo do público. Há tempos queríamos cantar esse repertório da Elis e achamos que na Concha seria perfeito por serem músicas que emocionam bastante o público”, finalizou a vocalista da banda Urbem, Bianca Bacha.

O “Festival Arraial da Concha”, evento que une música regional, gastronomia e artesanato no Parque das Nações Indígenas, continua até 21 de julho. O evento acontece todas as sextas-feiras, sábados e domingos, das 18h às 22h.