Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

Presidência


DIRETOR-PRESIDENTE

Natural de Campo Grande, Gustavo de Arruda Castelo atua no mercado de entretenimento desde 1989, tendo produzido inúmeros projetos públicos e particulares, entre eles a coordenação de infraestrutura do evento em comemoração ao aniversário de Brasília, realizado pelo Governo Federal, em 2011.

Ingressou no mercado como produtor cultural a partir de 1999, na coordenação de importantes projetos culturais, como o Festival de Inverno de Bonito e o Festival América do Sul – Pantanal, em Corumbá.

Atualmente, é diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, onde busca realizar uma gestão aberta ao diálogo e voltada ao fortalecimento do artista regional e da arte e cultura do nosso Estado.

 

DIRETORIA DA PRESIDÊNCIA

Será exercida por um Diretor- Presidente, nomeado pelo Governador do Estado, com a colaboração do Diretor-Geral e dos Gerentes das Gerências.

Telefone: (67) 3316 – 9331
Email: presidencia@fcms.ms.gov.br
Endereço: Avenida Fernando Corrêa da Costa, nº 559 – 6º Andar – Centro
Campo Grande – MS – CEP: 79002-820 

Atribuições do Diretor-Presidente

I – planejar, dirigir, supervisionar, orientar e coordenar a ação técnica e executiva, assim como a gestão administrativa, financeira e patrimonial da FCMS, adotando métodos que assegurem a eficácia, economia e celeridade de suas atividades;

II – representar a FCMS em juízo ou fora dele, podendo constituir procurador;

III – cumprir e fazer cumprir as normas estatutárias e regulamentares,
bem como a legislação pertinente às fundações públicas e as determinações do Poder
Executivo relativamente à fiscalização institucional;

IV – baixar portarias e outros atos, objetivando disciplinar o funcionamento
interno da FCMS, fixando e detalhando a competência de suas atividades administrativas;

V – firmar termos de contratos, convênios, ajustes e outros instrumentos
legais com pessoas físicas ou jurídicas de instituições públicas ou privadas relacionadas com os interesses da FCMS;

VI – administrar e gerir a FCMS com observância das normas, praticando os atos necessários à supervisão e à gestão do patrimônio;

VII – propor o plano de ação e o orçamento anual da FCMS;

VIII – encaminhar ao Tribunal de Contas do Estado a prestação de contas anual;

IX – colocar à disposição e propor atos relativos à dispensa, cessão ou remanejamento de pessoal;

X – determinar a instauração de sindicâncias, processos administrativos disciplinares e aplicar penalidades, observadas a legislação pertinente;

XI – exercer outras atribuições que lhe forem conferidas pelo Regimento
Interno da FCMS.