Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Oficinas esclarecem editais de Economia Criativa e Audiovisual na Capital e no interior

  • 15 fev 2016
  • Categorias:Geral

Jovens pretendem participar de edital para criar game sobre folclore         Foto: Edemir Rodrigues

Campo Grande (MS) – Com o objetivo de dirimir dúvidas sobre os editais de Economia Criativa e de Audiovisual lançados pela Fundação de Cultura, começou nesta manhã  (15/02) a oficina de Elaboração de Projetos para os referidos editais. Serão beneficiados projetos de economia criativa que visem estimular, valorizar e fomentar empreendimentos criativos no Estado de Mato Grosso do Sul, tendo em vista o desenvolvimento social, cultural, turístico e artístico, bem como a inovação, a sustentabilidade e a geração de renda dos empreendedores individuais ou grupos sociais. Já o edital de Audiovisual irá contemplar obras inéditas de audiovisual, de curta metragem, de ficção ou documentário. As oficinas também serão realizadas no interior do Estado.

oficina criativa1

O casal Pedro Schabibe e Marina Torrencilha participam da oficina e querem participar do edital de Economia Criativa com a criação de uma plataforma de games para celulares android. Pedro é formado em Engenharia Civil mas acabou partindo para a área de programação. Já Marina Torrencilha é artista digital, formada em Artes Visuais. Juntos já criaram dois jogos para celular e estão formatando um terceiro com a ajuda de um amigo jornalista, o Andriolli Costa, que é aficcionado por saci pererê. Daí surgiu a ideia de criar um aplicativo com esta temática folclórica e espera poder contar com os recursos do edital para poderem viabilizar a ideia. “Será um game para todas as idades e ao mesmo tempo vai dar uma cara nova na educação já que vai permitir a interação entre aluno e professor”, destaca Schabibe.

Por ser o primeiro edital voltado para a Economia Criativa e ainda gerar muitas dúvidas sobre o que é essa terminologia e, ainda, como as pessoas podem enquadrar seus projetos dentro dessa vertente é que várias oficinas continuarão a ser realizadas em Campo Grande e no interior e que ao mesmo tempo também irão esclarecer dúvidas acerca do edital de Audiovisual. Ainda na Capital serão realizadas oficinas nos dias 18 e 19, 22 e 23, 25 e 26, sempre das 8 às 12 horas. Já em Dourados a oficina acontece no dia 15; em Bonito no dia 16 de fevereiro; em Corumbá em 17 de fevereiro; em Três Lagoas no dia 22 e em Rio Verde no dia 26, sempre das 14 às 18h e das 18h30 às 21h30.

 

O valor destinado para o Edital de Economia Criativa é de R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais). Serão contemplados dez projetos propostos por Instituição de Direito Privado Sem fins Lucrativos no valor de R$ 20.000,00 e cinco projetos para os empreendedores individuais e recebe inscrições até o dia 03/03.  Já os recursos destinados para os contemplados com o Edital de Audiovisual somam R$ 160.000,00 (Cento e sessenta mil reais) que serão divididos em quatro partes iguais e as inscrições podem ser feitas até o dia 21 de março.

Baldinir Bezerra, assessor de projetos da Superintendência de Economia Criativa (Sectei), destaca que não basta ter só a ideia, mas é preciso que esta seja de forma clara e que venha contribuir para a cultura do Estado. “Por isso é que o diferencial desse edital da Economia Criativa está no acompanhamento dos contemplados oferecendo-lhes assessoramento para a execução do projeto”.

Os editais estão disponíveis em www.fundacacaodecultura.ms.gov.br. Mais informações também podem ser obtidas na Superintendência de Economia Criativa pelo telefone 3316-9326 e na Gerência do MIS (Museu da Imagem e do Som) no 3316-9146.