Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Nota de Pesar

  • 03 set 2020
  • Categorias:Luto

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, lamenta profundamente a morte de Virgílio Antônio da Costa, mais conhecido como “Seo Vírgilio”, que teve a sua viola de cocho silenciada aos 78 anos. Mestre cururueiro há mais de quarenta anos, morava em Corumbá. Tendo a saúde debilitada e ao contrair o coronavírus, não resistiu nesta quinta-feira (03).

Seo Virgílio era bastante atuante em Corumbá, além de presença marcante nas manifestações culturais da cidade, também foi presidente de bairro e tinha como missão passar a tradição da viola de cocho aos mais jovens. Ministrou oficinas no IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), no Moinho Cultural, bem como em escolas públicas. Tinha o prazer de passar adiante o conhecimento de suas tradições. Está se indo uma geração de curureiros na cidade, só este ano, quatro partiram.

 O presidente da Fundação de Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Joilson Silva da Cruz, se condói com a partida de alguém que fez tanto pela Cultura, “para nós corumbaenses é uma perda muito significativa para a Cultura porque perdemos mais um mestre do saber. Deixa uma lacuna na tradição tão rica que na sua simplicidade nos encantou muito. A presença dele em nosso meio era muito forte”.

Nos solidarizamos com a família e amigos e prestamos nossas condolências neste momento inextrincável.