Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Marco recebe o Fashion Revolution Campo Grande no sábado no com entrada franca

  • 26 abr 2017
  • Categorias:Geral

Campo Grande (MS) – No próximo sábado (29.04), das 14h às 18h, acontece o Fashion Revolution Campo Grande no Museu de Arte Contemporânea (Marco) com acesso livre ao público e com a proposta de fazer o seguinte questionamento: Você sabe quem fez suas roupas? Esta é a questão central do Fashion Revolution, movimento mundial que vai ter eventos em 90 países, entre 24 e 30 de abril, para refletir sobre os processos da moda, desde a sua produção até o consumo. O objetivo é aumentar a conscientização visando um consumo mais consciente, pensar no verdadeiro custo e o impacto que envolvem os processos de produção para chegar a um futuro mais sustentável e obter conexões transparentes. Campo Grande não vai ficar de fora desta rede.

A programação terá um ensaio de moda ao vivo, com participação do público; o fashion stylist Lucio Fonseca vai falar sobre a sua experiência no universo da moda.  O campo-grandense já trabalhou com Mario Testino, Kate Moss, Karolina Kurkova, Anya Ziourova e Edward Enningful, é jornalista, atua em campanhas de moda, publicidade e figurino, além de colaborar com principais títulos nacionais, internacionais e com o Fashion Revolution Brasil em editoriais de moda e nos cursos que ministra de produção de moda e styling.

 

Outra atração do Fashion Revolution Campo Grande é o polêmico documentário “The True Cost”, de Andrew Morgan. O diretor mostra as entranhas do mundo da moda, desde os trabalhadores que ganham US$ 2 por dia até donos de fábricas têxteis, produtores de algodão, ativistas políticos e economistas. O resultado é um filme comovente, com declarações fortes e que revela os bastidores de um setor que movimentou 3 trilhões de dólares em 2014 e só polui menos que a indústria do petróleo.

 

A vinda do Fashion Revolution para Campo Grande é uma iniciativa da artista plástica e videomaker Gabi Dias, que assina a direção e coordenação do evento na Capital. O foco central do movimento, que é a produção sustentável e o consumo consciente, já está inserido na proposta de trabalho de Gabi Dias. A campo-grandense produziu vários fashion filmes sobre a cultura da Capital, divulgando lugares, artistas e registrando a cena da cidade. Em 2013 foi selecionada para o Movimento Hot Spot, na categoria Cenografia; seu projeto Big Fun, um guia turístico artístico para apresentar locais de passeio em stopmotion, foi exibido nos ônibus circulares de Campo Grande, em parceria com a TVON. Gabi já espalhou, com a técnica lambe-lambe, bichos pantaneiros nos muros da Cidade Morena, e tem uma vasta produção de moda reutilizando peças achadas em suas costumeiras garimpagem em brechós.

 

No evento de sábado, Gabi Dias vai realizar a intervenção de moda e design sustentável “Leve Sua Consciência”, que utiliza mais de 100 peças customizadas, entre roupas, acessórios, objetos de design e mobiliário. A instalação terá materiais disponíveis para a customização, para que também o visitante do evento faça a sua própria obra de arte. Haverá também a atividade “Excambo Sincero”, em que os visitantes poderão trazer peças que não utilizam mais e escolher somente aquelas que irá usar. A trilha sonora será ao vivo com o DJ Aruan Barcelos, que tem um repertório baseado em ritmos tropicais.

O movimento Fashion Revolution Day surgiu após o desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, na Índia, em 24 de abril de 2013. A tragédia deixou 1.133 mortos e 2.500 feridos. No prédio funcionava quatro fábricas de vestuário com cerca de 5 mil empregados, sendo a maioria mulheres que havia deixado os filhos na creche no próprio edifício. As fábricas produziam roupas para marcas como Benetton, Primark e H&M, entre outras. Depois do incidente, um conselho com representantes de várias indústrias da moda sustentável criou o Fashion Revolution. O evento se tornou mundialmente famoso por alertar sobre a responsabilidade social corporativa nas cadeias de suprimentos globais e fomentar a produção sustentável, consciente e que agrupe vários profissionais da moda.

O evento de sábado no Marco é aberto ao público em geral e, especialmente, a estudantes de moda, estilistas, criadores, fotógrafos, modelos, cineastas e videomakers que queiram integrar o movimento Fashion Revolution e colaborar com esta rede que cresce a cada dia no mundo inteiro por uma indústria da moda mais humana e em harmonia com a natureza e a sustentabilidade. Os interessados em participar podem entrar em contato pelo email alagabidias@gmail.com.