Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

Marco – IV Temporada de Exposições 2015

Dezembro de 2015 a Janeiro de 2016

A mostra, Tech Colors, do artista Bruno Lins, traz ao público recortes e colagens com aproveitamento de materiais descartáveis e embalagens impressas do cotidiano mescladas às paletas de cores reeditadas, resquícios do design editorial. “As composições surgem como uma espécie de ruminação do contato com as novas estruturas do design e com as cores tecnológicas”, segundo Lins.

brunolins3-221x300

As fotografias da exposição, Desvios, do fotógrafo Geraldo Melo, captadas em Amsterdam, Estocolmo, Jerusalém, Palestina, Nova Deli, Agra, Havana, Nova Iorque, Paris, Rio de Janeiro e Salvador abordam o tema urbano, refletindo uma interpretação pessoal das emoções cotidianas, como tristeza, solidão, dúvidas e alegrias. Trata-se de uma perspectiva imagética dos sentimentos que são comuns a todos nós, não importando cultura, cor e classe social.

“Ao ver pela primeira vez as fotografias de Geraldo Melo tive a sensação de estar conhecendo um modo novo de se expressar fotograficamente…Tudo é, ao mesmo tempo, cotidiano e mágico”, afirma o escritor, poeta e crítico de arte Ferreira Gullar.

A mostra suscita um diálogo diplomático, uma troca de experiências sem fronteiras. Geraldo Melo fará ainda, na noite de abertura da exposição, o pré-lançamento do seu quarto livro, Fragmentos, em que narra uma história pessoal com imagens e textos de sua autoria. O livro é editado pela Kairos Assessoria de Arte, com abertura do fotógrafo, artista plástico e jornalista Rogério Reis e estará disponível nas livrarias em 2016, após o lançamento simultâneo no Rio de Janeiro e em Nova Iorque.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Retratos, fotografias de Laury Junior, visa investigar as possibilidades artísticas de criação de autorretratos fotográficos a partir do corpo como ambiente inquietante nas (re) configurações identitárias nele envolvido. Nas fotografias de Laury, o corpo assume o papel de objeto artístico fundindo-se a plantas ou animais sem perder a sua referência e se aproximando da pele do artista e de objetos que carregam valores afetivos.

As fotografias da mostra, O Horizonte e eu somos um vértice, do artista Leonardo Motta Campos (AoLeo), visa propiciar o diálogo entre sua prática artística, a realidade formal e questões inerentes ao olhar tais como reconhecer e construir uma paisagem seja ela um lugar, um horizonte ou uma ideia. As fotografias do artista buscam as similitudes entre paisagem herdada e paisagem construída assim como fixar ideais com um gesto.

IMG_8170-1-Leonardo-Motta