Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Homenageadas da Exposição “Mulheres Protagonistas da Nossa História” marcam presença em abertura

  • 11 mar 2016
  • Categorias:Geral

Homenageando mulheres pioneiras que se destacaram ou ainda se destacam em várias áreas do MS, a exposição integra o acervo permanente do MIS e será também itinerante levando pelo interior do Estado um pouco da história de cada uma delas

Campo Grande (MS) – Com direito a orquestra feminina e presença de boa parte das homenageadas, a abertura da exposição “Mulheres Protagonistas da Nossa História” aconteceu na noite desta terça-feira (8), dia Internacional da Mulher, no Território Ocupado do Memorial da Cultura e da Cidadania Apolônio de Carvalho.

Autoridades presentes como a vice-governadora Rose Modesto, a primeira dama do Estado, Fátima Silva, o secretário de cultura, turismo, empreendedorismo e inovação, Athayde Nery, a secretária adjunta da Sectei, Andréa Freire, a subsecretária de políticas para mulheres, Luciana Azambuja, personalidades homenageadas e plateia prestigiaram a orquestra Prelúdio em uma formação especial composta apenas por mulheres.

12001977_10207082963645817_1257540125_o

12809824_10207082963725819_1476768116_o

Depois foi a vez de o cerimonial comunicar os nomes das 32 personalidades homenageadas e destacadas nas fotografias. Um dos ícones do movimento cultural de Mato Grosso do Sul, a educadora Idara Duncan foi escolhida para representá-las na oratória. “Agradeço imensamente aos idealizadores por esta importante homenagem. Com certeza muitas outras mulheres poderiam ter sido homenageadas, nós somos apenas uma parcela daquelas que tanto contribuíram e ainda contribuem para o desenvolvimento deste Estado”, disse Idara, que já foi presidente da Fundação de Cultura de MS e secretária de Estado de Cultura e Esportes, além de incentivadora e idealizadora de importantes projetos na área cultural como a criação do Museu da Imagem e do Som (MIS) e a Lei Estadual de Incentivos Fiscais à Cultura.

12822625_10207082962645792_254251075_o

Na sequência, a abertura oficial foi realizada com descerramento da fita simbólica, pelo secretário e as autoridades mulheres presentes. Realizada pelo Museu da Imagem e do Som, a exposição não poderia conter apenas fotos: Enquanto o público viajava com os olhos na força e beleza das imagens capturadas pelo olhar apurado de cada fotógrafa, ouvia também o áudio com a voz das homenageadas contando um pouco de suas trajetórias. O trabalho foi realizado pelas fotógrafas Vânia Jucá, Marycleide Vasques e Farid Fahed sob a curadoria da fotógrafa e jornalista Elis Regina Nogueira e a coordenadora do MIS, Marinete Pinheiro como mentora. Já as imagens das personalidades que faleceram são do acervo do fotógrafo Roberto Higa.

12790025_10207082960885748_2141183727_o

Para Farid Fahed, que iniciou a carreira há poucos anos, o trabalho todo foi um grande desafio e oportunidade de crescimento profissional. “Muito gratificante e honroso participar desta exposição e somar para a história do nosso estado, um registro tão importante. Conhecer essas mulheres e fotografá-las foi um enorme aprendizado e estar ao lado de grandes fotógrafas como a Vânia, Marycleide e Elis foi um desafio. Estou apaixonada pelas fotos”, contou Farid.

Segundo a curadora, “Mulheres Protagonistas da Nossa História” é uma exposição que convida o espectador a ir além da fotografia. “Estas mulheres são pioneiras e corajosas, estavam e estão à frente do seu tempo. São protagonistas e não coadjuvantes na construção de nossa cidade, nosso estado. Cada imagem não será apenas uma imagem, mas a síntese de mulheres únicas com suas facetas reveladas”, revela Elis Regina.

Destacando a importância de lembrar e homenagear personalidades em vida, a vice-governadora Rose Modesto agradeceu olhando nos olhos de algumas mulheres que fizeram parte de seu crescimento. “Tenho a alegria de poder dizer que parte do que eu sou devo a essas mulheres que estão aqui na minha frente. Como a professora Alisolete, professora Raimunda, ou minha querida Conceição Leite. Obrigada a vocês e todas outras aqui presentes. O sentimento hoje é de gratidão, não há como o ser humano ser completo se ele não conhece a sua história. Sempre que possível devemos prestar homenagem às pessoas que ainda estão vivas, que abriram as estradas, para poderem compartilhar conosco não só da imagem, mas da presença, do abraço, isto sim é um presente para todos nós”, lembrou Rose.

12810047_10207082962445787_1945021187_o

O secretário Athayde Nery falou da importância do registro para o conhecimento cultural e histórico de uma região. “Este momento é marcado por algo que é mais importante em um Estado ou país, que é a memória, o registro daqueles que construíram um legado, que iniciaram passos. E este museu com a construção da imagem e do som – pois além de serem fotografadas elas também foram ouvidas – traz a proposta de tornar um acervo permanente para que todos possam ver, conhecer e se inspirar”, comentou o secretário.

10364669_10207082962565790_1143687777_o

A exposição é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), em uma ação transversal com a Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, vinculada a Sedhast. Segundo a subsecretária de políticas para mulheres, Luciana Azambuja, selecionar e homenagear essas mulheres e seu protagonismo na sociedade não foi tarefa fácil, uma vez que há centenas delas na região que também merecem destaque. “Devo dizer sobre a dificuldade que tivemos em selecionar estas mulheres que se destacaram em suas áreas de atuação, em movimentos sociais, na conquista de direitos e na ajuda ao próximo. Não poderíamos deixar de homenagear nossas mulheres policiais, como a delegada Zenobia, que implantou a primeira Delegacia da Mulher de Mato Grosso do Sul, ou a Tenente Coronel Sandra Alt, mais alto posto ocupado por uma mulher na Polícia Militar do Estado ou a Major Carla Moreti, a mais alta patente entre as mulheres do Corpo de Bombeiros. Mulheres mostrando que lugar de mulher é onde ela quiser”, citou Luciana.

12810360_10207082962405786_151642957_o

A exposição ficará no Território Ocupado do Memorial da Cultura e da Cidadania Apolônio de Carvalho de 9 a 11 de março. Mais tarde vai integrar o acervo permanente do MIS e será também itinerante levando pelo interior do Estado um pouco da história de cada uma delas. O Memorial fica na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, no centro de Campo Grande.

12822710_10207082962365785_1561593716_o

Foto Edemir Rodrigues (1)

Foto Edemir Rodrigues (2)

Foto Edemir Rodrigues (4) (1)

Texto: Alexander Onça – Sectei
Fotos da abertura: Afranio Pissini
Fotos da exposição: Edemir Rodrigues