Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Fundação de Cultura garante diálogo permanente e gestão responsável em reunião com Fórum Estadual

Campo Grande (MS) – Diálogo permanente e garantia de gestão responsável em ações e projetos do setor. Essas foram as bases erguidas durante reunião entre a diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Mara Caseiro e integrantes do Fórum Estadual de Cultura na tarde desta terça (19), no Museu da Imagem e do Som.

Na reunião foram expostas as demandas, apresentadas as prioridades e esclarecidas as possibilidades de curto e longo prazo para a gestão cultural. Um primeiro encontro que sinaliza o diálogo permanente entre setor público e trabalhadores do setor, como artistas, produtores e acadêmicos.

Foto: Daniel Reino

O Fórum Estadual de Cultura apresentou no encontro um conjunto de demandas debatidas em assembleia. As pautas são: posse do Conselho Estadual de Cultura de Mato Grosso do Sul, retomada e lançamento dos editais do Fundo de Investimentos Culturais, implementação do Sistema Estadual de Cultura, execução do Plano Estadual de Cultura, reabertura do teatro Aracy Balabanian, manutenção dos festivais e pagamento de cachês atrasados.

No encontro com os integrantes do Fórum Mara Caseiro garantiu a realização tanto do Festival de Inverno de Bonito quanto do América do Sul. Segundo a diretora da Fundação de Cultura, para ser realizado de forma plena, o evento em Corumbá deve acontecer possivelmente em setembro, como em algumas edições passadas.

Foto: Daniel Reino

O pagamento dos cachês atrasados, de acordo com a diretora, será feito após criteriosa avaliação financeira. “Não é fácil assumir uma administração com passivos, mas realizaremos o levantamento do que se deve e do que há em caixa. Isto será priorizado. Estamos construindo um cronograma para o pagamento”, explicou Mara Caseiro.

Já a reforma do Teatro Aracy Balabanian, da Casa do Artesão, do Castelinho de Ponta Porã e do Instituto Luiz de Albuquerque, em Corumbá são pautas prioritárias da Fundação de Cultura e da Secretaria de Governo. Ainda não há um prazo para a execução das obras, mas os levantamentos técnicos já estão sendo realizados.

Aos integrantes do Fórum de Cultura a diretora Mara Caseiro se comprometeu em entregar em até trinta dias informações mais concretas sobre todas as pautas, com prazos e cronogramas já definidos.

“Queremos criar aqui um canal permanente de diálogo, ouvindo cada setor ou colegiado, suas demandas mais urgentes e propostas. Estamos abertos a ouvir e debater. É importante estabelecer encontros mensais para apresentarmos o que está sendo encaminhado e receber as pautas de todos”, afirmou Mara Caseiro.