Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Fundação de Cultura e Academia Sul-Mato-Grossense de Letras discutem promoção da literatura

Campo Grande (MS) – Formação de parcerias, abertura de editais e debate permanente foram pontos discutidos na manhã desta terça (10 de setembro) durante reunião entre integrantes da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL) e a diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Mara Caseiro.

Com a participação de Henrique Alberto de Medeiros Filho, presidente da ASL, Samuel Xavier Medeiros, presidente da União Brasileira de Escritores (MS) e do escritor Rubênio Marcelo, secretário geral da ASL, Mara Caseiro discutiu o fomento a novas publicações por meio do edital do FIC (Fundo de Investimentos Culturais), além de incentivos por meio de projetos próprios do núcleo de Literatura da Fundação de Cultura.

Também foi debatida uma proposta de participação da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras nos projetos literários que tradicionalmente ocorrem no Festival América do Sul, em Corumbá, que este ano acontece de 14 a 17 de novembro.

Laços e investimentos na cultura – A parceria entre a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras e a Fundação de Cultura acontece tanto na produção de novas obras e preservação de publicações que contam a nossa história como na viabilização de um antigo sonho: a sede própria da instituição.

Construída com recursos do Governo do Estado, a sede – localizada na Rua 14 de Julho – recebeu investimentos de R$ 2 milhões e foi inaugurada em agosto de 2017. Uma estrutura pensada para promover o encontro com a literatura e para aproximar jovens estudantes deste fascinante universo.

“A Academia Sul-Mato-Grossense de Letras é uma instituição que mesmo antes de nossa criação como Estado já valorizava nossa arte. São quase 48 anos de atividades, uma geração de ativistas dedicados à promoção de nossa cultura, à defesa do vernáculo e ao cultivo da literatura. Temos muito interesse em promover novas parcerias e ampliar este trabalho”, avalia Mara Caseiro.