Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

FIC e ações culturais para 2020 são debatidos em Encontro de Gestores de Cultura da Região Norte

  • 26 nov 2019
  • Categorias:Geral

São Gabriel d´Oeste (MS) – No valor de R$ 6 milhões, o edital do FIC (Fundo de Investimento Cultural) deve ser lançado no próximo dia 30, informou a diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), Mara Caseiro, em evento realizado nesta segunda-feira (25), no município de São Gabriel d´Oeste. A convite do prefeito Jeferson Tomazoni, do vereador Fernando Rocha e da secretária municipal de Cultura, Maria Irene, a equipe da FCMS reuniu-se com gestores de Cultura dos municípios da região Norte do Estado, para tratar do FIC e do planejamento de atividades culturais para 2020. “Esse encontro é muito importante para mostrarmos nosso trabalho na fundação e, também, para estudarmos e planejarmos as ações da cultura no no que vem. Quando foi proposta essa reunião, eles pensaram num todo, em toda a região e isso é muito legal”, elogiou Mara Caseiro.

           

Iniciada às 18h30, o evento no auditório da Prefeitura de São Gabriel d´Oeste contou com a participação dos prefeitos Mário Kruger (Rio Verde de Mato Grosso) e Delano de Oliveira (Camapuã). Também participaram do encontro representantes da pasta da Cultura dos municípios de Bandeirantes (Edemar, João Luiz e Lucas), de Rio Negro (Harley, Juscelino e Marilza), de Rio Verde (Íria Maciak e Karla Larissa), de Camapuã (Márcia Costa) e de Paraíso das Águas (Jefferson Corrêa). Da Fundação de Cultura, estavam presentes o diretor-geral, Max Freitas, os gestores da Difusão (Soraia), do Patrimônio Histórico Cultural (Melly Sena), da Assessoria de Projetos (Zito Ferrari), do Financeiro (Maria Madalena) e do FIC (Solimar).

                                
Após apresentar os trabalhos desempenhados pelos gestores da FCMS, Mara Caseiro ressaltou o olhar municipalista do governador Reinaldo Azambuja e do secretário de Governo, Eduardo Riedel. “Como fui prefeita, eu conheço a dificuldade do município do interior em conseguir eventos culturais. É por isso que estamos aqui hoje, pois queremos conversar, ter um diálogo próximo com cada município e, assim, buscar atender as necessidades de todas as regiões do Mato Grosso do Sul. Essa é a visão do governador Reinaldo Azambuja e do secretário Eduardo Riedel, que estão sempre buscando ouvir a população do Estado para fazer uma gestão melhor, mais municipalista”.

             

Mara também falou sobre a importância da Cultura na vida do ser humano e nas cidades. “A Cultura além de ser importante na educação, no desenvolvimento social e emocional das pessoas, ela também gera renda, aquece a economia. Um exemplo disso são os festivais como o realizado neste mês em Corumbá (15º Festival América do Sul Pantanal) que, em apenas quatro dias, girou em torno de R$ 15 milhões”.
Ainda sobre festival, a presidente da FCMS comentou da possibilidade de realizar evento de igual proporção na região Norte do Estado. A declaração alegrou os participantes. “A cultura pantaneira merece ser valorizada. Nosso Mato Grosso do Sul precisa que sua identidade seja mostrada e um festival seria uma ótima forma de se fazer isso”, disse a secretária de Cultura, Maria Irene.

 

FIC
Com previsão de abertura para o dia 30, o edital do FIC está em processo de finalização na procuradoria jurídica da Fundação de Cultura. No valor de R$ 6 milhões, serão liberados até R$ 4,8 milhões para proponentes de pessoa física e jurídica sem fins lucrativos e R$ 1,2 milhão a pessoa jurídica de direito público. Após ser aberto, os projetos deverão ser apresentados em até 45 dias. Caso aprovado, toda a documentação deverá ser entregue em até 10 dias.

Mais Imagens em: http://hom.fundacaodecultura.ms.gov.br/reuniao-de-gestores-da-regiao-norte/

Texto: Tavane Ferraresi

Fotos Daniel Reino