Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Feitos em MS, curtas de festival vão mostrar histórias de ícone da pornochanchada a artista psicopata

  • 17 ago 2015
  • Categorias:Geral
red-hookers-672x372

Feitos em MS, curtas de festival vão mostrar histórias de ícone da pornochanchada a artista psicopata

Campo Grande (MS) – Para democratizar e difundir o audiovisual sul-mato-grossense, o 12º Festival América do Sul Pantanal vai apresentar ao público uma mostra de curtas-metragens só com produção local – histórias que mostram do ícone da pornochanchada a artista psicopata. Realizado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, o festival vai ter diversas atividades culturais nas cidades de Corumbá, Ladário, Puerto Quijarro (Bolívia) e Puerto Suárez (Bolívia) entre os dias 20 e 22 de agosto.

Nove produções serão exibidas. De acordo Karla Viegas, uma das curadoras da mostra de curtas regionais do festival, produções com excelente qualidade cinematográfica foram selecionadas para serem apresentadas. “Estamos num momento do audiovisual, dentro de nossas condições do Centro-Oeste, de pouca produção e pouco investimento, em que nossa produção é de uma qualidade impressionante”, falou.

Segundo ela, a cultura do audiovisual vem crescendo aos poucos em Mato Grosso do Sul. Nos últimos três anos, foram três longas, dois médias e 50 curtas-metragens filmados no Estado. Atualmente, 20 curtas estão sendo rodados. O Estado conta com 20 cineclubes.

No festival, os filmes da mostra de curtas foram divididos nas classificações livre e acima de 18 anos. Os de classificação livre serão exibidos no Cinema Sesc de Corumbá, na sexta-feira (21), a partir das 9h. As produções voltadas ao público maior de idade serão apresentadas no sábado (22), a partir das 9h, também no Cinema Sesc de Corumbá. Confira abaixo a sinopse de cada filme.

CINEMA SESC – 09H ÀS 12H – 21 DE AGOSTO (SEXTA-FEIRA)

MOSTRA CURTA MS (MS|BRASIL)
*CLASSIFICAÇÃO: LIVRE

A TV ESTÁ LIGADA
(MS/FICÇÃO/2014/24min)
Roteiro e Direção: Essi Rafael

a tv está ligada

Sinopse: O desenvolvimento econômico brasileiro das últimas décadas deslocou milhões de pessoas do campo às cidades, criando novas dinâmicas sociais. A chamada “sociedade do medo”, fruto desse processo, é o retrato da nova realidade, aonde violência, paranoia e entretenimento se mesclam a todo instante.

FLOR BRILHANTE E AS CICATRIZES DA PEDRA
(MS/DOCUMENTÁRIO/2013/28min)
Direção e Câmera: Jade Rainho

flor brilhante

Sinopse: Flor Brilhante é a matriarca de uma família indígena de rezadores Guarani-Kaiowá que vive na reserva de Dourados-MS, Brasil. Lá, cerceados de seu modo de viver originário, tentam sobreviver preservando conhecimentos e hábitos da cultura dos antigos, enquanto convivem com os efeitos e mazelas causados pelas explosões continuas de uma usina de asfalto, que dinamita e explora uma pedra sagrada no território da aldeia há mais de 40 anos.

ROSAS SÃO VERMELHAS VIOLETAS SÃO SANGRENTAS.
(MS/FICÇÃO/2014/13min21seg)
Direção: Wilyam Nicolay
Roteiro: César Rodrigues

rosas sao vermelhas

Sinopse: O curta narra em primeira pessoa os anseios de uma psicopata e sua relação com a morte a qual ela trata como uma obra de arte, e sua admiração a fragilidade de suas vítimas, um mergulho nos filmes de terror da década de 70 e dos Grindhouses.

SEM FIM
(MS/FICÇÃO/2014/19min09seg)
Direção e Roteiro: Fábio Flecha

sem fim

Sinopse: O que aconteceria se um vampiro, um personagem famoso das telas do cinema mundial, encontra-se pela frente um Saci, o mais conhecido personagem do folclore brasileiro.

CORDILHEIRA DE AMORAS II
(MS/DOCUMENTÁRIO/2014/12min)
Direção: Jamille Furtado

cordilheira

Sinopse: Moradora da Aldeia Amambai, no Mato Grosso do Sul, perto da fronteira do Brasil com o Paraguai, uma indiazinha Guarani Kaiowá, Karine Martines, de 8 anos, transforma seu quintal num experimento do mundo. Contando com nada mais do que folhas, tijolos e pedaços de papel e madeira, ela cria, com sua imaginação, histórias e personagens que alargam sua solidão em brincadeiras, sonhos e projetos.

CINEMA SESC – 09H ÀS 12H – 22 DE AGOSTO (SÁBADO)
MOSTRA CURTA MS (MS|BRASIL)
*CLASSIFICAÇÃO: 18 ANOS

NÓS, O(U)TROS
(MS/FICÇÃO/EXPERIMENTAL/2014/15min)
Direção Geral e Edição: Rodolfo Ikeda e Helton Pérez

nos somos outros

Sinopse: Cinco histórias em diferentes línguas (inglês, francês, espanhol, português e japonês) e linguagens (documental, industrial, noir, videoclipada e subjetiva), buscando discutir e evidenciar a importância de nos (re)unirmos e de refletirmos sobre os outros e sobre nós mesmos.

UM CARA DIFERENTE
(MS/DOCUMENTÁRIO/2014/24min)
Direção: Amanda Amaral e Hannah de Moliner

um cara diferente

Sinopse: “Um Cara Diferente” é uma aproximação do universo de memórias do ator e cineasta David Cardoso. O documentário conta parte da história de David, sul-matogrossense apaixonado por cinema e que foi o grande símbolo do fenômeno cinematográfico brasileiro conhecido como “pornochanchada”.

RED HOOKERS
(MS/FICÇÂO/2014/18min)
Direção – LARISSA ANZOATEGUI
Roteiro – RAMIRO GIROLDO
Vade Retro Produções: MONICA MATTOS – JACQUELINE TAKARA – JU CALAF

red hookers

Sinopse: Karen (Monica Mattos), uma jovem ordeira e estudiosa, começa a perceber que há algo de terrivelmente errado com sua irmã Karina (Jacqueline Takara) ou, como é conhecida na noite, Cherry. Para descobrir o que se passa com ela e resgatá-la da misteriosa Lady Shub (Ju Calaf), Karen terá que remexer nos segredos do bordel Red Hookers. Nesse ambiente hostil, horror e depravação a aguardam.

ARGENTO
(MS/EXPERIMENTAL/2014/12min)
Direção – Mariana Sena
Atores – Camila Schneider, Kiohara Schwaab, Junior Laury e JH Yura

argento

Sinopse: Uma fotógrafa caminha em busca de um novo olhar e encontra personagens que ultrapassam a sua percepção convencional e criam situações de desejos e angustias.

Texto: Bruno Chaves