Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Evento no MIS traz um novo olhar sobre a criatividade e processos produtivos na fotografia

Campo Grande (MS) – “A fotografia tem o poder de transformar o real”. Por meio desta e de outras ideias, o fotógrafo Everson Tavares expressou seu amor pela fotografia em aula temática realizada na noite desta segunda-feira, no auditório do Museu da Imagem e do Som, em comemoração ao Dia Mundial da Fotografia.

O evento, aberto à comunidade em geral, teve a presença de fotógrafos profissionais e amadores, e de pessoas que têm pela arte um carinho e um interesse especial. Everson conseguiu transmitir o amor pelo seu trabalho por meio de relato de experiências e ideias sobre criatividade e tendências de mercado.

Formado em jornalismo, Everson Tavares é fotógrafo profissional, professor de fotografia e pós-graduando em Marketing pela USP. Tem experiência em fotojornalismo e documentário em Mato Grosso do Sul, fotografia ambiental na Amazônia, casamentos por todo o Brasil, além de retratos de moda e corporativos. Nos últimos três meses realizou uma série de 25 curtas e dois vídeos institucionais para os 20 anos do instituto Mamirauá, na Amazônia.

Para ele, o trabalho do fotógrafo só fará sentido se for uma extensão da personalidade. “Quando entrei na faculdade de jornalismo para me tornar fotógrafo, realizava um sonho de infância. Eu sou um retratista absolutamente apaixonado pelo que faço. Para mim, a fotografia é uma forma de deixar o mundo um pouquinho melhor do que estava quando cheguei”.

Para Everson, a criatividade é um tipo de inteligência, é um processo, é dar uma roupagem nova para algo antigo, pois todas as ideias vêm de algum lugar. “É interessante criar uma rotina criativa, desenvolvendo um processo muito pessoal com as coisas que vão tornar bom o seu dia. Seria bom iniciar o dia fazendo alguma coisa ligada ao seu corpo e que não tenha julgamento. A criatividade te dá liberdade e privilegia você. Use sua rotina criativa para coletar ideias e crie hábitos que influenciem a sua cultura criativa”.

O mercado de trabalho hoje exige que o profissional realize várias tarefas, como fotografar, filmar e editar o produto final. “O grande princípio da produção de conteúdo hoje é a diversidade. O mesmo conteúdo está sendo produzido em fotos e vídeos. Defina estratégias genéricas para realizar o trabalho. A fotografia só vai fazer sentido se você tiver uma história para contar. Estabeleça uma série de etapas que fazem sentido para você. Toda história começa com uma premissa, uma ideia base. Boas histórias te levam para uma jornada, na qual cada peça compõe um ecossistema narrativo. O seu envolvimento com o tema influencia no produto final”.

“Acredito que a fotografia é uma rara oportunidade de criar relações, mostrar novos pontos de vista, recontar de forma poética histórias que pareciam simples. Para isso eu uso um estilo natural baseado na criatividade para criar cada fotografia de forma única e especial”.

Everson finaliza a aula participativa falando sobre a importância de o fotógrafo, seja ele amador ou profissional, mostrar o seu trabalho. “Dividir o trabalho com outras pessoas, compartilhar o que a gente sabe é fundamental para ampliar nossos horizontes”.

Fotos: Luciane Toledo – MIS