Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Espetáculos do Circuito Dança no Mato encantam público em Terenos

  • 08 out 2016
  • Categorias:Geral

 

fullsizerender

Grupo Bailah, Conexão Urbana e Studio Mayara Martins deram um show em suas apresentações. (Foto: André Messias)

Terenos (MS) – A caravana itinerante da dança chegou na noite de  sexta-feira (07/10) a Terenos com a 9ª edição do Circuito Dança no Mato, um projeto do Governo do Estado por meio da Fundação de Cultura de MS (FCMS) em parceria com a Prefeitura Municipal de Terenos através da Escola Estadual Antonio Valadares. Alunos, professores, servidores e comunidade lotaram o ginásio da escola que foi palco de atrações culturais.

Uma noite marcada por muita cultura e também demonstração de talentos dos alunos que expuseram seus trabalhos na Feira de Conhecimento realizado pela escola. A sustentabilidade foi um tema que permeeou a feitura dos trabalhos com materiais recicláveis ou matérias primas extraídas da natureza. Biojóias, jogo de jantar feito de jornais, bijuterias utilizando garrafas pets, cadeiras e mesas feitas com pneu velho e muitos outros itens foram criados com muito esmero pelos alunos que se sentiam orgulhosos ao demonstrar e explicar aos visitantes como realizaram suas atividades.

20161007_192810

A Feira do Conhecimento mostrou trabalhos curiosos utilizando material reciclável. Foto: (André Messias)

Também foi realizado um concurso com desfile de moda sustentável com o tema “Eu sou uma princesa”, com alunas-modelos que desfilaram com vestidos confeccionados com os mais diversos tipos de material reciclável, como coador de café melita usado, colher de plástico, saco de lixo, copinho de brigadeiro de papel, entre outros. Um desfile ousado e criativo foi o que os alunos proporcionaram para o público que compareceu.

20161007_211643

Um desfile marcado pela criatividade sustentável. (Foto: André Messias)

E encerrando as atrações da noite, três companhias de dança apresentaram performances de tirar o fôlego, com uma diversidade de coreografias e estilos musicais que variaram desde o balé clássico até dança de salão. Grupo Conexão Urbana (Campo Grande), Grupo Bailah (Campo Grande) e Stúdio Mayara Martins (Aquidauana) mostraram ao público apresentações da maior qualidade, revelando uma maturidade artística dos grupos. Antes das apresentações das companhias houve a apresentação local de Priscila Arguelo e do grupo Worshipers.  O público aprovou o que viu, “gostei muito, principalmente do balé, é muito importante trazer este tipo de espetáculo para a cidade”, disse a autônoma Naiane Rocha. Já a estudante Michele Silva, 16 anos, disse que eventos como esse incentiva as pessoas a virem assistir e o seu amigo Caik Souza, 18 anos, completou, “as pessoas que veem  o espetáculo podem se inspirar”.

Clemência Mendes, diretora da escola, disse estar orgulhosa com a vinda do Circuito Dança do Mato, “uma ótima oportunidade para os alunos que gostam tanto de dança verem companhias profissionais”.

Para a coréografa Mayara Martins foi uma experiência positiva a companhia ter participado pela primeira do Circuito Dança do Mato, “é importante porque a gente migra para o interior onde não tem acesso aos espetáculos de dança e a diversidade dos grupos que mistura balé a  danças urbanas, a população só tem a ganhar com essa difusão”, ressaltou Martins.

fullsizerender-1

O Grupo Conexão Urbano foi criado há seis anos e já participou de três edições do Circuito Dança no Mato (Foto: André Messias)

Roger  Pacheco, arte educador e criador do Grupo Conexão Urbana falou do reconhecimento que há quando se participa do Circuito, “o grupo já está na terceira edição do Dança do Mato. E ao se apresentar para outros alunos tem uma emoção a mais, já que a criação do grupo se deu num projeto social realizado dentro de uma escola pública de Campo Grande, a José Antônio Pereira. Quando nos apresentamos no interior, o público começa a acompanhar o nosso trabalho pelas redes sociais tornando o grupo ainda mais conhecido e o circuito dá essa visibilidade” e completa, “a arte toca de alguma forma”.

Circuito Dança no Mato

O Circuito Dança do Mato é um projeto da Fundação de Cultura de Cultura que tem por objetivo levar apresentações de dança para o interior. Começou em 2007 e a última edição foi em 2014, atingindo na primeira edição cinco municípios, e na última, 15 por ano. Em 2016 o circuito já percorreu oito cidades com previsão de ir a mais municípios até o final do ano. Ao todo serão realizadas 22 apresentações até o final ano.