Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Espetáculo ‘Patas Arriba’ circula por Mato Grosso do Sul gratuitamente com apoio da Fundação de Cultura

  • 13 jan 2017
  • Categorias:Dança

Campo Grande (MS) – A Humanitas Arte e Cultura, do Rio Grande do Sul, desembarca em Mato Grosso do Sul e nos países vizinhos Bolívia e Paraguai, neste mês de janeiro com o espetáculo ‘Patas Arriba’. Em Puerto Suárez (Santa Cruz – Bolívia) o espetáculo será apresentado no dia 13 de janeiro, às 18 horas, no Mirante, final da avenida Simon Bolívar; em Corumbá, todas as atividades acontecem no dia 14 de janeiro, na sede da Oficina de Dança (rua Antônio João, centro); sendo o ‘Workshop de Dança de Rua e Dança Contemporânea’, das 14h às 16 horas e, o espetáculo às 20 horas; em Campo Grande-MS a apresentação acontece na próxima quinta-feira (19), às 20 horas, no Teatro Prosa – Sesc Horto (rua Anhanduí, 200, centro). A entrada é gratuita.

Em Dourados-MS as apresentações acontecem no dia 17, às 18 horas, no Clube Indaiá (avenida Indaiá, s/n, Altos do Indaiá) e no dia 18, às 20 horas, no Teatro Municipal (avenida Presidente Vargas, Parque dos Ipês). Também no dia 18, será realizado na cidade o ‘Workshop de Técnica de Dança Contemporânea’, das 16h às 18 horas, no Studio Blanche Torres (rua Olinda Pires de Almeida, 1695, Vila Progresso).

Em Pedro Juan Caballero (Paraguai) o espetáculo será apresentado no dia 15 de janeiro, às 18 horas, na Lagoa Ponta Porã, rua Natalício Talavera com rua Alberdi. Em Ponta Porã-MS, todas as atividades acontecem no dia 16 de janeiro, sendo o ‘Workshop de Dança Contemporânea’, das 14h às 16 horas, na Academia Morgana Zanin (rua Arnaldo Radeke, 293, centro) e a apresentação, às 19 horas, no Parque dos Ervais (avenida Brasil, centro, travessa Granja).

O espetáculo

Através da literatura de Galeano, autor contemporâneo, um dos mais célebres de toda a América Latina, surge a inspiração para um trabalho coreográfico engajado no questionamento de uma sociedade controversa e na poética da simplicidade dos meios de vida.

Patas Arriba 7 - Foto Shaiene Giusti

Em ‘Patas Arriba’ Galeano revela um mundo de desigualdades sociais e contradições nas relações impostas por diferentes formas de poderes, mas ao final da obra convida o leitor a um “voo”, a usufruir do “direito ao delírio”. A mensagem de Galeano, então, revela uma verdade contundente ao passo que promove uma possibilidade de reação, pois para o próprio autor “a primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecê-la”.

É no “direito ao delírio” proposto em ‘Patas Arriba’, que o coreógrafo Rui Moreira buscou elementos para a composição coreográfica do espetáculo, que teve estreia em dezembro de 2014 em Porto Alegre/RS e, em Caxias do Sul/RS, em janeiro de 2015. Esta criação foi realizada com recursos do Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2013.

Dando continuidade ao trabalho, a produtora Humanitas Arte e Cultura propôs e foi agraciada uma vez mais com o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2015 – para promover a circulação do espetáculo ‘Patas Arriba’ com o projeto Fronteiras Imaginárias, pelas Regiões Centro-Oeste e Sul do Brasil, em cidades-gêmeas e da faixa de fronteira com Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai. A circulação abrange cidades nos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul.

A criação de Rui Moreira é a um só tempo fator que legitima qualidade artística ao projeto por sua reconhecida trajetória e que promove a integração cultural entre o Brasil e os países vizinhos, a partir da obra de Eduardo Galeano.

Toda a programação é gratuita. Mais informações pelo telefone (67) 99295-7802 e/ou pelo site www.patasarriba.com.br.

Fotos: Júlio Appel e Shaiene Giusti