Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Encontro do Proler começa hoje com troca de experiências sobre a formação de leitores na infância

Campo Grande (MS) – A 20ª edição do Encontro do Proler – Programa Nacional de Incentivo à Leitura teve início na manhã desta quinta-feira, 24 de outubro, no auditório da Faculdade Insted, com o tema “Leitura literária e bibliotecas – a infância como ponto de partida”.

“A função do Proler é formar mediadores de leitura na sociedade. O mediador tem que ser alguém que goste muito de ler. Como você vai incentivar alguém a ler se você não gosta?”, diz a coordenadora do evento do Núcleo do Livro, Leitura e Literatura da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, e Melly Fátima Goes Sena.

A diretora do instituto Federal de MS, Rosany Fernandes, instigou a todos os professores participantes a não terem medo de errar no processo de criação. “Somos como a espiga de arroz, quanto mais estamos carregados de informação, mais estamos próximos da terra, da humildade. Cada passo. Cada erro é importante, não podemos ter medo de criar, de levar as novidades. Fazemos parte dos ciclos da eternidade do aprender, cada geração dá a sua contribuição. Se colocarmos sentimentos em nossas ações, tudo fará sentido”.

A secretária adjunta da Secretaria Municipal de Educação de Campo Grande, Soraia Inácio de Campos, agradeceu a todos os professores, coordenadores e diretores de escola no difícil trabalho de incentivo à leitura no mundo de hoje, em que a virtualidade está muito presente. “Sabemos da importância da leitura e da literatura. Obrigada pelo esforço e pela participação de todos vocês e parabéns aos organizadores do Proler”.

“Deixo aqui registrada a importância do fomento à leitura, que é tão importante, mas também acho importante conectar o ser humano”, diz a secretária municipal de Cultura e Turismo, Melissa Tamaciro. “Deixo aqui um agradecimento e um pedido, para que a gente olhe para esse conhecimento técnico, mas também para a necessidade de trabalhar o coletivo. Precisamos fazer com que as coisas boas fluam”.

Caciano Lima, gerente de Patrimônio Histórico e Cultural da Fundação de Cultura de MS, na ocasião representando a diretora-presidente, Mara Caseiro, agradeceu o empenho dos organizadores do evento. “Chegamos ao 20º Proler, tivemos até agora uma boa evolução nas discussões, e espero que no próximo, possamos nos unir mais ainda. Respeito ao próximo é o primeiro passo para uma boa parceria”.

A primeira palestra do evento foi um relato de experiência da professora doutora da Unesp, Renata Junqueira de Souza, que trabalha com formação de leitores, literatura infantil, literatura e formação de professores e estratégias de leitura. Para ela, é importante ativar o conhecimento prévio da criança no processo de iniciação à leitura, mas também é necessário ir além do que elas conhecem. “A mediação de leitura é feita primeiramente pelos pais, depois pelos professores. O espaço em que se lê também pode ser um incentivador da leitura. Não é fácil ser professor, exige muito preparo prévio do que se pretende fazer, da atividade que se pretende realizar”.

Os debates continuam nesta tarde, na Faculdade Insted (Rua 26 de Agosto, 63), com palestra da professora da UFRJ, Ana Crélia Penha Dias. Melly Sena faz um convite a todos que queiram participar: “Nesses dois dias de evento teremos uma formação intensa envolvendo a literatura infantil e o que está sendo feito em termos de prática de leitura no país”. Toda a programação é gratuita e pode ser conferida aqui. 

Fotos: Ricardo Gomes