Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Emblemáticos para cultura do Estado, Centro Cultural e Castelinho serão revitalizados pelo Governo Presente

 

Campo Grande (MS) – Prioridade na gestão da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, as revitalizações do Centro Cultural José Octávio Guizzo, em Campo Grande, e do Castelinho, em Ponta Porã, estão inseridas no programa Governo Presente, pacote de obras do Governo do Estado lançado nesta sexta (6 de março) no Centro de Convenções Arq. Rubens Gil de Camillo.

As obras contarão com R$ 17 milhões em recursos já assegurados pelo orçamento do Estado e possibilitarão a reforma completa de dois equipamentos vitais para a cultura e o patrimônio histórico e artístico de Mato Grosso do Sul.

“A revitalização desses dois emblemáticos espaços foi uma das prioridades discutidas com o governador Reinaldo Azambuja assim que assumimos a gestão, em 2019. Por meio de reuniões com técnicos da área cultural, da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos) e a classe artística, viabilizamos os projetos e hoje celebramos uma conquista que reestabelece a importância histórica e cultural desses locais”, avalia a diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Mara Caseiro.

Centro Cultural José Octavio Guizzo é um espaço dedicado à geração, formação e difusão da cultura sul-mato-grossense. Com duas décadas de funcionamento, o complexo arquitetônico abrange oficinas de artes, espetáculos, exposições, palestras exibições de vídeos e eventos similares.

Sua estrutura abriga a Sala de Convenções Rubens Corrêa, Galeria de Exposições Wega Nery, Ateliê de Artes, Sala de Ensaios Conceição Ferreira, Sala de Música, Sala Central e Teatro Aracy Balabanian. No Centro Cultural acontecem oficinas de dança, música, teatro, artes plásticas e capoeira, além de espetáculos e exposições.

O espaço também está localizado em uma região que marca a história de Campo Grande, em um terreno que foi sede da primeira usina elétrica da cidade (1919), autarquia e fórum, este construído já na década de 1960 e cuja estrutura é a base do atual Centro Cultural.

Construído entre 1926 e 1930 com recursos da União e contribuições da Cia. Matte Laranjeira, o Castelinho foi a base governamental na região de fronteira. Erguido próximo à antiga estação Noroeste do Brasil, entre 1943 e 1946 foi sede do governo do Território de Ponta Porã, criado no governo Vargas, tendo como governador o militar Ramiro Noronha.

Em 1940 passou a abrigar a cadeia pública e o quartel da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar. No final da década de 1990, com a transferência da corporação a novo prédio, o castelinho ficou sem função e hoje tem recursos liberados para sua transformação em museu para guardar a história da região de fronteira.

Governo Presente – Realizado entre os meses de setembro e novembro de 2019, o programa mapeou mais de mil demandas municipais nas áreas de saúde, educação, segurança e, em especial, infraestrutura. As principais delas, elencadas por prefeitos e vereadores, serão executadas dentro deste pacote de obras.

As ações atendem todos os 79 municípios do Estado e garantem R$ 4,2 bilhões em investimentos no triênio 2020/2022. Saiba mais em www.ms.gov.br

Fotos: Tavane Ferraresi