Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Em posse do Conselho Estadual de Cultura, governador Reinaldo Azambuja confirma abertura de editais como o FIC

Campo Grande (MS) – Durante posse hoje (18) ao Conselho Estadual de Políticas Culturais de Mato Grosso do Sul (CEPC/MS) para o biênio 2019/2021, o governador Reinaldo Azambuja afirmou que serão abertos editais ainda neste ano, em todas as áreas da cultura. “Queremos publicar os editais para deixarmos já planejadas, as ações culturais que serão realizadas em 2020”, ressaltou. Um dos editais, conforme o governador, trata-se do FIC (Fundo de Investimento à Cultura), que é fundamental para “para o desenvolvimento das políticas públicas em todas as áreas”.

“Com a posse hoje, desse Conselho, poderemos dar andamento às demandas do segmento que nos foram solicitadas, como a manutenção dos festivais, a regularização de dívidas e a retomada dos editais”, disse o governador que, em sua fala, também destacou o momento de “turbulência” do Brasil. “Mesmo com a situação do país, de dificuldade financeira, nós conseguimos manter os festivais neste ano, como foi o caso de Bonito e do América do Sul Pantanal que foi lançado anteontem e que, com certeza, será um sucesso”.

Empossada como presidente do CEPC/MS, a diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Mara Caseiro, agradeceu o governador e o secretário estadual de Governo, Eduardo Riedel, pela parceria com os trabalhos desenvolvidos pela equipe da Fundação. “Obrigada governador e Riedel pelo apoio necessário para darmos continuidade às ações pretendidas na área da Cultura, como é o caso do FIC. Agradeço pelo olhar sensível e reconhecimento da importância que a Cultura possui na transformação do ser humano”, disse Mara.

Vinculado à Fundação de Cultura, o CEPC/MS é composto por representantes do Poder Público e de colegiados de diferentes setores artísticos e culturais, entre titulares e suplentes. A função do Conselho é realizar o acompanhamento das políticas culturais do Estado, do Fundo de Investimentos Culturais e do fomento à todas as manifestações artísticas e culturais, garantindo a democratização da gestão. “Com esse ato realizado hoje, poderemos planejar 2020 de forma que possamos ampliar o acesso cultural à toda a população de Mato Grosso do Sul. Esse é nosso desejo e do governador Reinaldo Azambuja”, concluiu Mara.

Tomaram posse no CEPC-MS:

  • Mara Elisa Navachi Caseiro – Titular na qualidade de presidente do Conselho;
  • Max Freitas – Suplente;
  • Eduardo Corrêa Riedel – Titular;
  • Flávio César Mendes de Oliveira – Suplente;
  • José Francisco Ferrari – Titular;
  • Melly Fátima Góes Sena – Suplente;
  • Caciano Silva Lima – Titular;
  • Claudia Lá Picirelli de Arruda Carlana – Suplente;
  • Katienka Dias Klain – Titular;
  • Marinete da Costa Gomes Pinheiro – Suplente;
  • Solimar Alves de Almeida – Titular;
  • Fábio Martins Cantero – Suplente;
  • Maria Madalena Rodrigues – Titular;
  • Ana Cláudia Ogusuku Fraiha – Suplente.

Os nomeados como conselheiros na qualidade de representantes da Comunidade Cultural do Estado são:

  • Antônio Marcos Lacerda de Lima – Titular e Silvio César de Assis Figueira – Suplente (Área Capoeira);
  • Marcio Armoa – Titular e Marcos Ayalla – Suplente (Área Dança);
  • Marcelo Rosa – Titular e Jayme Magalhães – Suplente;
  • Roberto Figueiredo – Titular e Marcelo Poccolli – Suplente (Área Teatro e Circo);
  • José Carlos Vera – Titular e Bruno Rocha Sandri – Suplente (Área Artes Visuais);
  • Beatriz de Fátima Soares – Titular e Jane Clara Arguello – Suplente (Área Artesanato);
  • Fábio Flecha – Titular e Ulísver Silva – Suplente (Área Audiovisual);
  • Márcia Aparecida de Albuquerque – Titular e Valdecir Amorim – Suplente (Área Cultura Popular).

Reportagem: Tavane Ferraresi

Fotos: Daniel Reino