Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Debates durante ‘O Florista’ mostram importância da temática LGBT na sociedade e cinema

  • 30 jun 2017
  • Categorias:Geral
Tomado por pétalas de rosas, o Museu da Imagem e do Som (MIS) de Campo Grande recebeu nesta quarta-feira (28), Dia do Orgulho LGBT, a exibição, coquetel e debate do filme “O Florista”, do cineasta Filipi Silveira. Produzido em 2012 e nunca antes exibido em circuito aberto ao público em Mato Grosso do Sul, o filme também foi lançado nesta quarta na internet, abrindo assim seu acesso na rede para quem quiser ver.
O evento contou com uma mesa de debate diversas, justamente para falar de um dos pontos do filme, que é o preconceito e a transfobia. Participaram da mesa, além do diretor do filme, Rose Borges, produtora executiva de “O Florista”, Guilherme Cavalcante, jornalista e formador de opinião, Frank Rossati, subsecretário de Políticas Públicas LGBT, Arthur Serra Galvão, psicólogo do Centro de referência em direitos humanos de prevenção e combate à Homofobia (CentrHo), e a jornalista Jaqueline Narjouks, que mediou o debate. “O florista é um suspense poético. O filme é um beco que provoca e estimula o público a refletir sobre o ser humano”, resumiu Filipi na abertura do debate.
Para Frank Rossati, a discussão provocada pelo filme é extremamente importante para a causa LGBT. “Aqui é o único estado onde o nome social é aceito em boletim de ocorrência. As polícias e bombeiros são treinados para agir e tratar nos casos envolvendo questões LGBT. Acredito que as escolas deveria exibir esse filme e trabalhar o combate à homofobia, mas ainda existem entraves”, opinou. Arthur concordou. “O filme é real, mostra a rotina que vemos diariamente da violência e intolerância”.
Ainda sobre o filme, Rose contou um pouco mais da ideia de sua concepção. “O filme estimula a pensarmos na ideia do anti-herói, mostra uma pessoa acima de qualquer suspeita mas que se revela. Muitos detalhes são percebidos após assistir algumas vezes”, indicou. O curta-metragem viajou por Festivais no Brasil e representou o páis em Festivais na França, Polônia, Estados Unidos, Argentina e México. O filme também foi indicado no primeiro turno do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.
Sinopse do filme
O mundo segundo “O Florista”, interpretado por Filipi Silveira, é como um jardim que possui belas flores e pragas que precisam ser eliminadas. Seguindo essa metáfora, iremos acompanhar uma viagem onde o destino será a mente e as motivações de um intrigante “serial killer”. Cercado de mistérios, ele alimenta dentro de si sentimentos a favor da moralidade em uma trama repleta de personagens de vida dupla.
SERVIÇO – “O Florista” está disponível para quem desejar assistir online. Veja pelo link: https://youtu.be/4ZCnfmGoJJc
Texto: Lyra Libero
Fotos: Elci Holsback