Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Culto e show reúnem 2,5 mil pessoas e reafirmam natureza plural da Concha Acústica Helena Meirelles

Campo Grande (MS) – Música e celebração marcaram a missa campal e o show do cantor Tony Allyson neste domingo (25) na Concha Acústica Helena Meirelles da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. O evento reuniu cerca de 2.500 pessoas, maior público do ano registrado no espaço cultural.

O evento fez parte da 9ª Festa do Santuário Nossa Senhora da Abadia. Reuniu fiéis e usuários do Parque das Nações Indígenas, que tiveram a oportunidade de acompanhar um dos músicos de mais destaque no cenário da música cristã brasileira e a primeira missa campal realizada na Concha Acústica.

Tony Alisson já gravou três álbuns que já alcançaram 400 mil cópias, tendo conquistado dois discos de ouro, um de platina e um de platina duplo em sete anos de carreira. Seu canal do Youtube ultrapassa a marca de 35 milhões de visualizações. Já percorreu cerca de 700 cidades do Brasil, Estados Unidos, Israel, Japão e Itália. E fez a platéia cantar junto suas composições e se emocionar com um espetáculo que reuniu música e celebração religiosa.

Diversidade – Aberta a projetos culturais gratuitos de diferentes perfis, a Concha Acústica Helena Meirelles recebeu ao longo dos seus 15 anos grandes eventos religiosos aliados a manifestações artísticas, sempre abertos ao público.

No dia 26 de outubro (sábado) a Concha recebe um evento para casais realizado pela Igreja Universal Mato Grosso do Sul, que pretende reunir mais de mil pessoas. Gratuito, contará com palestra e apresentação cultural durante toda a manhã.

Concha – Localizada no Parque das Nações Indígenas, ao lado do Museu de Arte Contemporânea, é um espaço privilegiado para apresentações musicais e de artes cênicas. Uma unidade que une a beleza de um dos pontos turísticos da Capital com uma moderna infraestrutura.

A obra, iniciada em 1992 e paralisada em 1994, foi retomada e inaugurada em outubro de 2004. Suas atividades culturais tiveram início oficializado com a abertura do Projeto Estação Cultura, no dia 13 de março de 2005, com show musical da Dama da Viola, Helena Meirelles.

Com auditório para 1.050 pessoas e Teatro Arena com 450 lugares, o espaço tem recebido os mais diversos eventos, como shows musicais, ensaios de teatro e música, aulas abertas, palestras e minicursos. Também conta com dependências administrativas, camarins e galpão para armazenagem de instrumentos e material técnico.