Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Construção de políticas públicas para índios é tema de Semana Estadual

Os índios Guaicuru comemoraram ao lado dos brasileiros a vitória da Guerra do Paraguai ainda no século 19, com a dança do pós-guerra. Ontem, dois séculos depois, os remanescentes dos Guaicuru – os Kadiwéu – executaram a mesma dança da aliança com o não-índio e desta forma foi aberta a Semana Estadual dos Povos Indígenas em Campo Grande. O evento teve as presenças das 8 etnias indígenas que vivem atualmente no Estado, do governador Reinaldo Azambuja e da vice-governadora, Rose Modesto, também secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), pasta responsável pela Subsecretaria de Políticas Indígenas.

“Esse é um governo de diálogo e o diálogo para resolver problemas. Na questão indígena, criamos a subsecretaria específica para avançar com as políticas públicas para esses povos e tenho certeza que em 2018, ao final do nosso mandato, muita coisa terá sido feita pelos índios em nosso estado”, disse o governador, erguido pelos índios ao final de outra dança tradicional, ainda na abertura do evento.

IMG_7129

A semana marca o lançamento do Programa de Sustentabilidade dos Povos Indígenas, com a elaboração até o mês de novembro de um Plano Estadual que dará as diretrizes para as políticas públicas para as comunidades indígenas no estado que hoje somam aproximadamente 75 mil pessoas. “Vamos trabalhar com políticas transversais para a construção desses norteadores da política indígena. Nesse sentido, a Subsecretaria vai criar Fórum Estadual de Agricultura Familiar, de Políticas Públicas para a Mulher Indígena, de Segurança, do Esporte, da Fundação do Trabalho (Funtrab)”, ressaltou a vice-governadora e secretária da Sedhast.

Outra meta a ser cumprida ainda neste ano é recadastrar os beneficiários indígenas de programas sociais e melhorar a qualidade dos produtos oferecidos pelo Programa Segurança Alimentar – que atualmente distribui 15 mil cestas básicas para famílias indígenas. “Estamos visitando as aldeias e verificando que é possível melhorar a qualidade desses alimentos distribuídos nas cestas. Estamos trabalhando para isso”, disse Rose Modesto ao fazer referência ao Programa Segurança Alimentar.

Segundo o secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), Athayde Nery, as políticas públicas para a população indígena podem inserir o indígena nas áreas produtivas do empreendedorismo e inovação.

“O povo indígena tem se inserido em diversas áreas e programas culturais, mas é preciso dar a eles outras oportunidades e incentivos através de políticas de inclusão em todas as áreas e segmentos, esse é o papel do Estado e também a orientação do governador Reinaldo Azambuja”, contou o secretário.

IMG_7305

A subsecretária de Políticas Indígenas, Silvana Albuquerque, que é da etnia Terena, emocionou-se em seu discurso de abertura do evento. “Pela primeira vez, somos protagonistas da nossa história em um governo. Isso será um legado para o nosso povo”, destacou a subsecretária que já visitou oito aldeias em MS, até o momento.

IMG_7437

 O evento foi uma ação da Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), por meio da Subsecretaria de Políticas Indígenas, com a execução da Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS).

A programação da Semana continua nesta terça-feira no Museu da Imagem e do Som (MIS), no Memorial da Cultura Apolônio de Carvalho (Avenida Fernando Correa da Costa, 559). Confira abaixo os horários:

Programação

Michelle Rossi (Assessoria Vice-Governadoria e Sedhast), com informações de Alexander Onça, da Sectei

Foto: Leca