Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Com peças exclusivas, Feira de Natal no Fórum expõe artesanato feito por detentos de Campo Grande

  • 24 nov 2015
  • Categorias:Geral

 

Campo Grande (MS) – Peças delicadas e únicas que surpreendem pela qualidade e bom gosto. Assim estão sendo definidos pelo público os trabalhos artesanais da “3ª Feira Artesão Livre – Especial de Natal”, confeccionados em presídios, que estão expostos do Fórum de Campo Grande.

Iniciada nesta segunda-feira (23), a exposição reúne cerca de 370 peças, disponíveis para a venda, entre tapetes, esculturas, caixarias, quadros etc., tudo confeccionado por detentos do Instituto Penal de Campo Grande, Presídio de Segurança Máxima, Centro de Triagem, Presídio de Trânsito e Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”.

A ação é realizada por meio de parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ministério Público Estadual e o Conselho da Comunidade de Campo Grande e tem como objetivo expor à população trabalhos desenvolvidos por detentos nas unidades prisionais de regime fechado da Capital.

“Essa já é nossa terceira feira aqui no Fórum, também expomos no festival América do Sul em Corumbá e estaremos também com artesanato na cidade do Natal. Através do artesanato, estamos também profissionalizando nossas custodiados para que tenham uma fonte de renda lícita”, destacou o diretor-presidente da Agepen.

Segundo a promotora de Justiça Jískia Trentin, uma das idealizadoras do evento, a feira é uma maneira também de fazer com que as peças sejam comercializadas, representando um sustento para as famílias dos internos, já que a renda arrecadada durante a exposição será revertida para presos que confeccionaram as peças. “Temos percebido que esta ação está sendo muito positiva, inclusive internos que não faziam parte do projeto, vendo o sucesso, pediram para participar, fizeram cursos e se profissionalizaram. Hoje temos aqui esses lindos trabalhos que podem ser adquiridos pelas pessoas da sociedade, que, além de estarem levando para suas casas peças de excelente qualidade, também estarão estimulando que eles produzam cada vez mais”, destacou a promotora.

A advogada Vera Lúcia Stumpf não resistiu à beleza dos trabalhos e saiu com a sacola cheia de peças exclusivas. “Eu gosto muito de artesanato, já comprei nas outras feiras que tiveram aqui e são produtos de muita qualidade, realmente agrada quem compra. Também é uma maneira de a gente ajuda-los a trabalharem dignamente e evitarem o ócio, é tudo muito positivo”, afirma.

Para o presidente do Conselho da Comunidade, Albino Coimbra Neto, juiz da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, as oficinas de artesanato são trabalhos legítimos dentro das unidades prisionais, labor que também “estimula as competências dos reeducandos”, contribuindo para a reinserção social.  Outro fato importante, segundo o magistrado é que a ação estimula o bom comportamento dos custodiados.

A “Feira de Natal Artesão Livre” acontece até o dia 27 deste mês, no Átrio do Fórum de Campo Grande, das 12 às 19 horas.

IMG_6935 IMG_6937 IMG_6938 IMG_6942 IMG_6939