Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Com o show “Coloral”, Fernanda Ebling leva ao 20ºFIB a música autoral feminina de Dourados

  • 08 jul 2019
  • Categorias:Geral

Campo Grande (MS) – Na sexta-feira (26), às 21h30, sobe ao Palco das Águas do 20º Festival de Inverno de Bonito, a cantora de Dourados Fernanda Ebling. Ela apresentará o show autoral “Coloral”, que segundo ela, leva ao público diversas texturas sonoras: “Cada música traz um pouco da musicalidade que o Brasil nos oferece. As 12 músicas apresentadas permeiam entre o maracatu, samba, rock, bossa nova, mpb, polka e reggae. A ideia é passear pelas cores dos léxicos e ritmos fazendo com que o público se sinta encorajado a dançar e cantar, e deixar com que a música transcenda”, explicou.

Quanto ao conteúdo das letras, as canções “Joana” e “Volúpia” têm os olhos voltados às mulheres. “Joana” é um grito de dor a favor das mulheres que entregam seu tempo e sonhos aos outros, fazendo com que se esqueçam de si mesmas. Já “Volúpia” representa a mulher liberta, sem barreiras em viver seus desejos e muito menos em se arriscar nas aventuras que a vida proporciona. As canções “Acordei Saudade”, “Idas” e “Passarinho” esboçam o desapego das coisas que machucam e magoam, centrando a liberdade e si mesmo. Já as músicas “Só falta você saber”, “Rei”, “Mirados” e “Entre a grama e o Luar” apresentam as diversas formas de amor: o amor puro, o amor embriagado; o amor velado em carinho de amigo e o amor repleto de sensualidade. Em suma, as canções esboçam sentimentos de liberdade, as sensações e os questionamentos que surgem no momento em que o ser humano começa a pensar sobre si mesmo.

As músicas Manicômio, Cordas e Mirados fazem parte do EP Rabiscos, lançado em 2014 e a música Joana foi vencedora, em 2017, do 1º Festival da Canção, realizado pela Universidade Estadual de Mato Grosso do sul. Ou seja, o show “Coloral” busca o fortalecimento da cena musical regional feminina, impulsionando a produção de música autoral e expandindo a arte musical do Município de Dourados e do Estado do Mato Grosso do Sul.

Trajetória

Fernada Ebling teve seu contato com a música já aos 8 anos, quando iniciou os estudos em órgão eletrônico, dois anos depois passa a estudar teclado, o qual obtém o certificado de conclusão em 2003.  Aos 13 anos participa de seu primeiro festival, na escola Perpétuo Socorro, no qual toca violão e uma composição própria, chamada “Falando para o Destino”. Participou de diversos recitais (de 1994 à 2001) tocando teclado, todos estes promovidos pelo antigo Instituto de Educação Musical Minami (IEMMI).

Em 2003 entra como vocalista na banda No More, em que permanece por poucos meses, pois logo ingressa no Curso de Música na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Em 2004 entra como vocalista e tecladista da banda Triburbanus a qual permanece até 2007. Junto com a banda Triburbanus, Fernanda Ebling participa de duas edições do Festival Universitário da Canção (FUC) sendo eles FUC 13º (2005) com a música Tradições e o FUC 14º (2006) com a música Inocente.

No ano de 2008 entra no curso de Letras da UEMS, restringindo a música à somente apresentações organizadas em conjunto com os alunos do curso. No fim de 2011, monta junto com Gustavo Almeida (Mestre em História) e Wagner Goulart (Geógrafo) a banda Sandra Rosa Madalena, na qual foi vocalista e tecladista até 2013.

Em novembro de 2013 fez um show no Lendas Pub (Campo Grande-MS) em parceria com a cantora Marina Dalla, iniciando, então, sua carreira como cantora solo. Para firmar essa nova fase. Fernanda Ebling, março deste ano (2014), lançou a música Manicômio em Clipe, disponível no endereço https://www.youtube.com/watch?v=ANzFB5vvujo.

No fim de 2014, a cantora lançou o EP Rabiscos contendo três músicas: Manicômio, Mirados e Cordas. O EP foi gravado por Cauê Gutierrez, do Estúdio Manhattan, e está disponível no link https://soundcloud.com/eblingoficial/sets/ep-rabiscos. Desde então a compositora tem investido em suas músicas autorais, fazendo com que o show seja inteiramente de composições próprias.

A artista realizou shows nos eventos Grito Rock (2014 e 2016), Música EnCena (2015), Festival Literário de Dourados (2017), Sarau de Encerramento do Festival Internacional de Teatro (2017), abertura do show de Esteban Tavares no Jangoo (2017) e diversos saraus.

No ano de 2017, no mês de Agosto, Fernanda Ebling foi vencedora do Festival da Canção, realizado pela Universidade Estadual de Mato Grosso do sul. A música vencedora, Joana, é de composição própria. Em 2019 participou do Show “Revoada Tour” de Jonavo, que aconteceu no Jatobá – Café e lazer, em Dourados.