Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Com investimento da Fundação de Cultura, Ginga apresenta “Se Você Me Olhasse Nos Olhos”

  • 14 abr 2015
  • Categorias:Geral

sevcmeolhassenosolhos2

Campo Grande (MS) – A Ginga Cia. De Dança, com investimento da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), apresenta o espetáculo “Se Você me Olhasse nos Olhos” em Dourados (dia 17), Ponta Porã (dia 18) e Sidrolândia, (dia 19). O show foi contemplado com o Prêmio Célio Adolfo de Incentivo à Dança de 2014.

Nos mesmos dias das apresentações, serão realizadas oficinas de formação para pessoas que têm interesse na área da dança. Os espetáculos e as oficinas são gratuitos.

Uma das diretoras do espetáculo, Renata Leone, explica que a criação foi coletiva. “Partiu de um desejo de alguns intérpretes em recriar um espetáculo da Ginga de 2008, chamado ‘Amor Líquido’, do coreógrafo e diretor da Cia, Chico Neller. Debruçar-se novamente sobre uma criação e investigar o que ainda não foi explorado foi o que nos impulsionou a tratar novamente do tema da ‘fragilidade dos laços humanos’, assunto recorrente nas criações do Chico para a Ginga, ao longo dos 29 anos de existência da companhia”.

A concepção do projeto também foi feita com base no livro “Amor Líquido”, do sociólogo Zigmunt Bauman, que trata da instabilidade dos laços de afeto na pós-modernidade, as relações flexíveis.

Em cena apresentam-se oito bailarinos, entre eles profissionais da Ginga e convidados especiais do Conectivo Corpomancia e da Cia Dançurbana. A linguagem principal é a dança contemporânea, contudo também há danças urbanas na apresentação, oriundas do repertório pessoal dos bailarinos intérpretes criadores. Segundo Renata, a equipe trabalhou com um jogo de improvisação e com células de movimentos criadas pelos intérpretes, que foram desafiados a responder, por meio de seus movimentos, às perguntas que surgiram durante o processo de construção.

Um dos destaques do “Se Você Me Olhasse Nos Olhos” é a releitura da coreografia “Rosas danst Rosas”, da companhia Belga Rosas. Criada pela coreógrafa Anne Teresa de Keersmaeker em 1983, é um clássico da dança contemporânea e trata de questões do poder feminino. Este trabalho já ganhou diversas versões por artistas de todo o mundo. Outro aspecto importante do espetáculo é a trilha sonora, especialmente composta por músicas das décadas de 70, 80 e 90 e canções que falam de amor e de relações de amor, como fatos extremos, cotidianos, patéticos, cômicos e exagerados.

Dirigido por Renata Leoni e Chico Neller, o espetáculo estreou em março de 2014 em Campo Grande-MS, por meio do Prêmio Célio Adolfo de Incentivo à Dança de 2013. Agora, por meio do Prêmio Célio Adolfo de Incentivo à Dança de 2014, ele chega a Dourados-MS, Ponta Porã-MS e Sidrolândia-MS. Estes prêmios são recursos do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul por meio da Fundação de Cultura de MS (FCMS).

“É um espetáculo leve, divertido, que tem uma trilha sonora bastante popular e acessível, muito diferente do que se encontra em espetáculos de dança contemporânea. O público é convidado a entrar na brincadeira, pois se identifica com situações que a apresentação propõe”, destaca Renata.

Além da apresentação, a Ginga Cia de Dança também vai realizar uma oficina de formação em cada município, voltada para pessoas que tenham interesse na área da dança, que possuam conhecimento prévio de alguma técnica ou experiência. O objetivo é propor exercícios para a percepção do corpo como meio de comunicação e diálogo entre os participantes. A oficina será dividida em três partes: preparação e aquecimento, experimentação do jogo e mostra de vídeo e diálogo. As apresentações e oficinas são gratuitas, para assistir ou participar basta ir até o local no dia e horário.

Ginga Cia de Dança

Com experiências estéticas e coreográficas que passam pela dança, jazz, moderna e contemporânea, a Ginga Cia de Dança vem, há 29 anos, elaborando pesquisas e criações artísticas bem como aperfeiçoando a atuação de seus bailarinos no cenário da dança cênica contemporânea regional e nacional. Seus mais recentes trabalhos atestam essa preocupação com a formação, como ocorreu em 2013 e 2014 por meio dos projetos “FIC com a Dança” e “Dancidades”.

Seus espetáculos e projetos mais recentes foram a Turnê Nacional pelo Projeto Palco Giratório do Sesc com o espetáculo “Cultura Bovina?”, em 2009; Estudos de Superfície”, com criação coletiva e orientação de processo de Paula Bueno, em 2011/2012 e “Se você me olhasse nos olhos”, de Chico Neller e Renata Leoni, em 2013/2014.

Serviço:

Dourados-MS – apresentação: dia 17 (sexta-feira), às 20 horas, na Unidade 2 da UFGD, localizada na rodovia Dourados – ITAHUM, km 12, Cidade Universitária. Oficina: dia 17, às 14 horas, no mesmo local. Informações: (67) 8116-1120.
Ponta Porã – MS apresentação dia 18 de abril de 2015 (sábado), às 10 horas, no Instituto Federal de MS (IFMS), localizado na rodovia BR-463, km 14, s/n. Oficina: dia 18, às 15 horas, na Escola de Dança Morgana Zanin, localizada na rua 7 de setembro, 1088. Informações: (67) 8431-3937.
Sidrolândia-MS – apresentação: dia 19 de abril de 2015 (domingo), às 20 horas, na Praça Central Porfírio de Brito. Oficina: dia 19, às 14 horas, na Casa de Cultura, localizada na avenida Antero Lemes da Silva, 340. Informações: (67) 9643-1552.

Informações para a imprensa:
Jornalista Isabela Ferreira (67) 9203-3173
Foto: Fernanda Calixto

Com informações da Assessoria de Imprensa do Grupo