Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Clube do Cineclube exibe documentário “Ilegal” nesta quarta no MIS

  • 28 nov 2017
  • Categorias:Cinema

Campo Grande (MS)Tradicional projeto do circuito audiovisual sul-mato-grossense executado no Museu da Imagem e do Som, o Clube do Cineclube exibe nesta quarta (29 de novembro), às 19 horas, o documentário “Ilegal”, dos diretores tarso Araújo e Raphael Erichsen. A apresentação será conduzida pelo THCine, de Campo Grande.

Lançado em 2014, o documentário “Ilegal” apresenta o enfrentamento de Katiele Fischer, de 33 anos, mãe de Anny Bortoli Fischer. A menina de 5 anos desenvolveu uma doença rara – a síndrome CDKL5, problema genético raro que causa epilepsia grave e sem cura – e constantemente sofre com convulsões.

Na luta contra o sofrimento da filha, Katiele encontra apenas uma substância que pode tratar sua filha, o CBD, devirado da Cannabis sativa. Ela precisa trazer a substância ilegalmente ao Brasil, pois qualquer produto com origem na planta da maconha é proibido no país.

Após a exibição do filme será realizado um debate com os participantes da sessão conduzido por Tandy Jullian, ativista e produtor cultural de Mato Grosso do Sul.

Cineclube – As atividades do THCine foram iniciadas em 2012, após a participação de seus respectivos membros no encontro Cúpula Canábica, parte da programação do Rio +20, um dos maiores eventos ambientalistas do mundo. Deste encontro, surgiu o Coletivo Gramado que, dentre outras atividades, passou a organizar sessões cineclubistas em torno da questão do antiproibicionismo da Cannabis no país.

Acervo / THCine

Ao promover sessões cineclubistas, o Coletivo Gramado propõe debates em torno da violência, da criminalização da pobreza e da maconha para uso medicinal bem como de sua matéria prima enquanto substituta de matérias menos resistentes e mais danosas ao meio ambiente, entre tantas outras questões.

Serviço: A exibição acontece nesta quarta (29 de novembro), às 19 horas no Museu da Imagem e do Som, que fica no terceiro andar do Memorial da Cultura e da Cidadania, na Avenida Fernando Correa da Costa, 559, Centro. A classificação indicativa é de 12 anos.

Contato para a imprensa: Tandy Jullian – (67) 9305-9636