Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro inicia temporada de apresentações de 2016

  • 11 ago 2016
  • Categorias:Teatro

Campo Grande (MS) – Com encenações em 48 municípios do Estado, começa no dia 17 de agosto (quarta-feira) mais uma maratona de apresentações teatrais gratuitas do Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro. Na temporada 2016 estão previstas apresentações em teatros, espaços alternativos, ruas e praças do interior.

Por meio de edital, a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul selecionou 10 espetáculos teatrais de grupos com atuação comprovada no Estado em três diferentes categorias: Peças para adultos, infância e juventude para teatros, espaços adaptados ou alternativos que necessitem exclusivamente de recursos de iluminação cênica; Espetáculos de rua ou circenses que possam ser apresentados em espaços abertos (ruas, praças, pátios de escolas, ginásios, quadras de esporte) e encenações adultas ou infanto-juvenis para quaisquer espaços, desde que não necessitem exclusivamente de iluminação cênica.

Se apresentarão durante o Circuito na modalidade teatros e espaços cênicos os espetáculos Os Guardiões, do Teatral grupo de Risco, Cheiro de Chuva, do Núcleo Cena Viva (Dourados), Quem matou o morto?, da Cia Theastai (Dourados), Subcutâneo, do Teatro de Dois e Os malefícios do tabaco, do Grupo Identidade Teatral (categoria 1).

Já na categoria espetáculos de rua as atrações são Tekoha – Ritual de Vida e Morte do Deus Pequeno, do Teatro Imaginário Maracangalha, Os Corcundas, do Circo do Mato Grupo de Artes Cênicas, Cadê?, do Instituto de Educação, Desenvolvimento Humano e Institucional e Tradicional Pocket Show, do Circo Le Chapeau.

Dentro da modalidade de espetáculo adulto ou para infância e juventude que possa ser apresentado em quaisquer espaços, desde que não necessitem exclusivamente de estrutura de iluminação cênica, foi selecionada a peça E o meu cabelo arrepiou, da Cia. Maria Mole, de Corumbá.

circuito1

“O Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro nos dá um orgulho tremendo. Valoriza os nossos grupos e leva aos pequenos municípios, sem muita tradição de atividades culturais intensas, novas oportunidades culturais. O público ganha a possibilidade de assistir uma atração teatral gratuita e os artistas a viabilidade de conhecer lugares, pessoas e ampliar seus processos criativos. Um intercâmbio que é importante para a valorização da nossa identidade”, avalia o secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Renato Roscoe.

Projeto – O Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro divulga as produções do Estado e estimula a cultura. Fomenta a formação de plateia e o surgimento de novos grupos por meio de ações alternativas, pesquisas e intercâmbios entre os participantes.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Teatro da Fundação de Cultura, Márcio Veiga, o projeto já passou por 60 cidades e contemplou um público aproximado de 85 mil pessoas. Ao todo 42 grupos teatrais encantaram os participantes em 275 apresentações. “O Circuito possibilitou uma melhor visualização do que é produzido no Estado, já que muitas peças não são vistas no interior por falta de espaços. O projeto aproxima o espetáculo da platéia”, explica.

“O projeto já é executado há alguns anos. Porém, nesta gestão ele foi intensificado. Chegaremos nesta edição a 48 municípios. Além disso, todos os espetáculos foram selecionados por edital aberto, transparente, com ampla atuação do setorial na definição das diretrizes”, acrescenta o secretário Renato Roscoe.

Serviço – A entrada para todos os espetáculos é franca. Outras informações no Núcleo de Teatro da Fundação de Cultura, que fica no Memorial da Cultura e da Cidadania, na Avenida Fernando Correa da Costa, 559, quarto andar, no Centro, ou pelos telefones (67) 3316-9172 ou 3316-9173.