Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Boca de Cena: Peça “Columpio” arranca risada do povo na praça Ary Coelho

  • 23 abr 2016
  • Categorias:Geral

Deixando a plateia sem piscar com as performances de acrobacias cômicas e arriscados números de trapézio em balanço, a Companhia brasiliense Circo Rebote ocupou a praça Ary Coelho na tarde desta sexta-feira (22) e de hoje (23) com o espetáculo “Columpio”, durante a Boca de Cena – Mostra Sul-mato-grossense de Teatro e Circo 2016.
Formada pela brasileira Erika Mesquita e pelo peruano Atawallpa Coello, a trupe trouxe a proposta artística de difundir a arte de rua misturando a dança, o teatro, além de acrobacias aéreas e muita palhaçada. A música acompanhava o ritmo das cenas e toda movimentação dos atores, empolgando ainda mais quem assistia. “Eles são incríveis, me deixei levar pela trilha sonora e pelas palhaçadas dos dois. Achei interessante o quanto eles conseguiam ser cômicos e ao mesmo tempo sátiros, zoavam com todo mundo sem medo de parecerem malvados”, observou o estudante Davi Ribeiro, de 24 anos.
Sobre essa seriedade cômica do palhaço, Atawallpa explica: “É a representação do próprio ser humano e como ele trata um ao outro, seja velho, criança e é por isso que as pessoas riem pois vêem o reflexo que todos somos, damos risada ao ver alguém ser derrubado, cair no chão ou outra zombaria”, argumentou o artista.
Sendo a praça um espaço público, foi inevitável a interação com os moradores de rua. Por três vezes durante a peça os atores interagiram com alguns deles que ali passavam. “Faz parte, os moradores de rua inspiram muito a gente, eles vivem na rua então quando a gente vai pra lá, estamos dentro do salão deles, o espaço deles, por isso nos identificamos muito com quem vive na rua. É uma troca muito linda”, concluiu.
Circo Rebote – A Companhia Circo Rebote nasceu em 2004 com a dupla Erika Mesquita e Atawalpa Coello e, desde então, realiza teatro de rua. Com a proposta de pesquisar linguagens artísticas e criar espetáculos de teatro e circo, com foco na comicidade, a Companhia montou o espetáculo “Columpio” com o fomento da Funarte e desde então vem participando de mostras e festivais pelo Brasil afora e alguns países como Peru, México, Alemanha, França,Itália, Suiça, Bélgica, Holanda e Porto Rico. A dupla circense realiza pesquisa continuada em técnicas como trapézio em balanço, cordas, acrobacias aéreas, de solo, além de outras especialidades do mundo do circo.

 

unnamed (1)

unnamed (2)

unnamed (3)

unnamed (4)

unnamed

(Fotos: Helton Perez – Vaca Azul)