Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

AUDIÊNCIA VISA INTEGRAR COMUNIDADE, ARTISTAS E ORGANIZADORES DO FESTIVAL AMÉRICA DO SUL

  • 17 mar 2015
  • Categorias:Geral

IMG_3377

Campo Grande (MS) – A cultura de Mato Grosso do Sul vive um novo momento – de integração. Uma demonstração clara disso foi a audiência pública realizada no último final de semana em Corumbá, para discutir com a população, artistas e trade turístico a organização do décimo segundo Festival América do Sul, que acontece entre os dias 3 e 7 de junho.

Pela primeira vez em 11 anos de Festival, a população da cidade, que recebe a festa, foi ouvida sobre os anseios, organização e participação no evento. Autoridades, artistas, empresários, pesquisadores, professores, todos demonstraram claramente a grande expectativa gerada ao longo dos últimos 11 anos de poderem opinar e participar, efetivamente, dessa grande festa de integração que se propõe a ser o Festival América do Sul.

A audiência foi comandada pelo secretário de cultura, turismo, empreendedorismo e inovação, Athayde Nery, junto com a secretária adjunta Andréa Freire, e teve a presença do presidente da Fundação de Turismo do Estado, Nelson Cintra, do prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, além de vereadores e secretários do município. “Pela primeira vez não seremos apenas a cidade sede, os acolhedores do Festival; vamos ajudar a construí-lo. Há anos aguardávamos por esse chamamento que hoje vocês nos proporcionam”, desabafou a vereadora Cristina Lanza.

A secretária adjunta de cultura, turismo, empreendedorismo e inovação, Andréa Freire, afirmou que a intenção a partir desse ano é proporcionar a integração cultural dos países sul-americanos. “Não poderíamos jamais fazer isso sem a participação da população corumbaense. A partir de hoje vamos construir juntos a décima segunda edição do Festival”.

A retomada do encantamento com o Festival ficava clara a cada manifestação dos participantes, com novas ideias e opiniões que, segundo o secretário Athayde Nery, serão de grande importância para esse momento e o sucesso da festa. “Nós viemos aqui hoje para, humildemente, ouvirmos aqueles que devem ser os protagonistas desse evento. Queremos fazer a coisa certa e demonstrar esse novo momento que vive, não só a cultura, mas todo o Mato Grosso do Sul. Nada por ser feito com sucesso sem a participação da população”, enfatizou Athayde.

Em 2015 o Festival América do Sul terá também o desafio de unir a cultura ao turismo e à ciência e tecnologia. Presente também a audiência o superintendente de ciência e tecnologia do Estado, Renato Roscoe, disse que essa será uma grande experiência. “Temos que aproximar e inserir a ciência e a tecnologia nesses grandes eventos, desmistificar e popularizar e não poderia haver oportunidade melhor do que durante o Festival América do Sul”.

IMG_3387

Uma das reivindicações de grande parte dos presentes foi a máxima utilização de mão de obra do município nos serviços necessários para a organização e montagem do evento. “Nós queremos mais oportunidade de trabalho e quem pode nos proporcionar isso é a cultura e o turismo. Temos mão de obra qualificada para atender parte dessa demanda”, afirmou a presidente da Fundação de Turismo de Corumbá, Helemarie Dias Fernandes.

O prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, lembrou que as questões partidárias devem, e serão deixadas fora das administrações, municipal e estadual. “Estamos de braços abertos para dialogar e ajudar. Nossa equipe estará empenhada e disposta a trabalhar junto com o Governo do Estado para a realização de um belo Festival. Tenho que certeza que com a sensibilidade dessa equipe que está aqui, faremos um grande Festival”.

Mais do que promover a integração dos povos e levar cultura para a população, o Festival América do Sul desse ano, será palco também de grandes discussões que envolvem as políticas públicas para a cultura e o turismo de todo o País. O secretário Athayde Nery anunciou que, paralelo ao Festival, Corumbá também receberá reuniões de dois importantes Fóruns – dos secretários de turismo e de cultura. “Durante esse dias nos transformaremos na Capital brasileira da cultura e do turismo com a presença de grande parte dos secretários de todo o País. Aqui eles verão de perto a nossa riqueza e diversidade cultural e conhecerão nosso potencial turístico, além dos debates relevantes para os dois segmentos nos próximos anos”.

O secretário fechou a noite reafirmando as propostas de mudança, gestão e participação popular nesse novo momento de Mato Grosso do Sul. “Vamos fazer um Festival para o sul americano, o sul-mato-grossense, mas, em especial, para a população de Corumbá. Vamos mostrar o Pantanal para o mundo e toda a nossa riqueza e diversidade cultural. Com essa união da comunidade não há como esse Festival não ser um sucesso”.

Texto e Foto: Tânia Sother