Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Associação da cultura e turismo é defendida durante Seminário Economia Criativa voltada para o turismo no16º FIB

  • 02 ago 2015
  • Categorias:Geral

O 16º Festival de Inverno de Bonito realizou na manhã de hoje (1º) o Seminário Economia Criativa voltada para o turismo no Galpão Chama de Bonito. No evento, o proprietário da Pousada Olhos d’agua, um dos primeiros Presidentes do COMTUR, fez um panorama dos 20 anos da organização do turismo de Bonito. O palestrante defendeu a perspectiva que delegar a organização e as decisões do turismo das cidades à iniciativa privada, por meio de conselhos de turismo municipais, é muito benéfico para o poder público.

Ele elencou ainda um histórico do desenvolvimento do turismo de Bonito, desde o estabelecimento das primeiras pousadas, a aprovação de leis voltadas para o turismo local, a criação do voucher único e estabelecimento de parcerias como a do Sebrae\MS para efetivar a capacitação da mão de obra local e a participação do Comtur em congressos nacionais e mundiais para divulgação dos atrativos de bonito.

O presidente da Associação dos Atrativos Turísticos de Bonito e Região (Atratur) e do Conselho Municipal de Turismo de Bonito (Comtur), Marcos Dias Soares, reforçou também que o Comtur possibilita a autonomia de decisões e financeira para os representantes do turismo local. Foi destacado ainda na ocasião que a aproximação da cultura e do turismo são fundamentais para contribuir com o crescimento das atratividades locais. Tanto que o Comtur já tem como conselheira a secretária de cultura de Bonito, Vânia Mugartt.

A secretária adjunta de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Andréa Freire afirmou que este é um momento especial para associar a cultura e o turismo e ter a economia criativa como diretriz da política pública tanto para a cultura quanto para o turismo. “Estamos num momento de reconstrução das políticas dessas áreas, portanto, estamos apostando em outros valores que aos poucos vão aparecer”, afirmou. Ainda segundo ela, a intenção da Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação é evidenciar a singularidade de cada município de Mato Grosso do Sul. E considera que o 16º FIB já está contribuindo com a volta das discussões acerca dessas políticas durante os seminários.

O Superintendente de Turismo da Secretaria de Cultura Turismo Empreendedorismo e Inovação, Matheus Dauzacker, falou sobre o “Arranjo Produtivo Local do Turismo Rota Pantanal Bonito” e o consultor Roberto Mourão sobre a “Competitividade da Rota Pantanal Bonito”. Eles destacaram o resultado preliminar da pesquisa online realizada pela  SECTEI e Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul – FUNDTUR, em parceria com o SEBRAE, que tem como objetivo conhecer a opinião do trade turístico dos 16 municípios da Rota Pantanal Bonito sobre a competitividade do turismo em seus municípios e na rota como um todo. A pesquisa foi feita no universo dos gestores públicos do turismo, empresários e associações da cadeia produtiva.  Os resultados serão utilizados para estabelecer as ações que atendam as demandas do mercado turístico dessa região.

O proprietário do Hotel Recanto Barra Mansa na região do Pantanal, Guilherme Rondon, defendeu ainda que seja efetivada uma política pública para o desenvolvimento do turismo no Pantanal. Segundo ele, o poder público desconhece a realidade do turismo pantaneiro e não tem apoiado na manutenção das pousadas pantaneiras sobreviventes, que atualmente são gerenciadas de modo familiar.