Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

‹ Voltar

Academia Sul-Mato-Grossense de Letras realiza Chá Acadêmico no Centro Cultural

  • 23 nov 2016
  • Categorias:Geral

Campo Grande (MS) – A Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL) com apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), realizará nessa quinta-feira (24 de novembro), mais uma edição do tradicional Chá Acadêmico, às 19 horas, na sala Rubens Corrêa, do Centro Cultural José Octávio Guizzo (CCJOG). O evento tem entrada franca, duração aproximada de 60 minutos e classificação livre.

Nessa edição haverá a exibição de um filme e registro fotográfico e histórico da construção da sede da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL) que fica localizada na rua 14 de Julho, no bairro São Francisco.

Chá Acadêmico – Da programação anual da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, o Chá Acadêmico é destaque e o evento mais concorrido, pois criado no mês de fevereiro de 2005, tem proporcionado um beneficio enorme no campo do conhecimento literário e aglutinando autoridades civis, militares e eclesiásticas, num conjunto formidável de palestras com a finalidade de incentivar a literatura do estado de Mato Grosso do Sul. O Chá Acadêmico ocorre sempre na última quinta-feira de cada mês e será realizado no CCJOG até que a ASL termine a construção de sua sede própria que fica localizada na rua 14 de Julho, no bairro São Francisco.

Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL) – Nascida à sombra de uma árvore, fundada pelos escritores Ulisses Serra, Germano Barros de Souza e José Couto Vieira Pontes, no dia 30 de outubro de 1971, a atual ASL (Academia Sul-Mato-Grossense de Letras) surgiu com o nome de Academia de Letras e História de Campo Grande. Conforme registros/arquivos oficiais, a Casa de Letras aprovou a seguinte relação original de nomes para compor o sodalício: Ulisses Serra, Germano Barros de Souza, José Couto Vieira Pontes, José Barbosa Rodrigues, Otávio Gonçalves Gomes, Júlio Alfredo Guimarães, Hugo Pereira do Vale, Antônio Lopes Lins, Jorge Antonio Siufi, Abel Freire de Aragão, Inah Machado Metelo, Henedina Hugo Rodrigues, Oliva Enciso, Maria da Glória Sá Rosa, Demosthenes Martins, Paulo Coelho Machado, Luiz Alexandre de Oliveira, Mariano Cebalho, Ângelo Venturelli, Alcindo Figueiredo, Félix Zavattaro, José Manoel Fontanillas Fragelli, Luiz Sá Carvalho, Licurgo de Oliveira Bastos e Rui Garcia Dias.

A instalação oficial da Academia se deu na noite de 13 de outubro de 1972 (no Hotel Campo Grande).  Com 40 cadeiras vitalícias, aos moldes da ABL, a ASL mantém ao longo da sua existência uma história marcante voltada para a defesa do vernáculo e o cultivo da arte literária, zelando e incentivando todas as derivações da cultura estadual e nacional.

Serviço: Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3382-1395 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica na rua 26 de Agosto, 453 entre a avenida Calógeras e a rua 14 de Julho.

Contato à Imprensa:

Presidente da ASL – Reginaldo Alves de Araújo: 99908-3304

Texto: Jefferson Benicio